Publicidade

Correio Braziliense

GDF escolhe mais seis escolas para serem militarizadas

Saiba quais são os colégios. Para passarem a funcionar em gestão compartilhada, a comunidade escolar das unidades precisa aprovar a proposta


postado em 10/07/2019 18:14 / atualizado em 10/07/2019 18:48

O Governo do Distrito Federal (GDF) definiu quais são as seis novas escolas que serão militarizadas, ou seja, passarão a funcionar no sistema de gestão compartilhada entre a Secretaria de Educação (SEE-DF) e a Secretaria de Segurança Pública (SSP/DF): Centro Educacional (CED) Gisno, na Asa Norte; Centro de Ensino Fundamental (CEF) 19 de Taguatinga; CEF 407 de Samambaia; CEF 1 do Núcleo Bandeirante; CEF 5 do Paranoá; e CED Condomínio Estância III, em Planaltina. 

 

O CED Gisno, na 907 Norte, é um dos escolhidos para passar a funcionar em gestão compartilhada entre Educação e Segurança(foto: José Cruz/CB/D.A Press)
O CED Gisno, na 907 Norte, é um dos escolhidos para passar a funcionar em gestão compartilhada entre Educação e Segurança (foto: José Cruz/CB/D.A Press)
 

 

A informação foi divulgada pelo blog CB.Poder, também do Correio Braziliense. A escolha foi feita em conjunto pelas SEE-DF e pela SSP/DF. No entanto, a decisão traz apenas uma possibilidade de gestão compartilhada: para que os colégios sejam, de fato, militarizados, a mudança precisa ser aprovada pela comunidade escolar de cada unidade. Em caso de desaprovação, outras escolas serão escolhidas. 

 

No total, os colégios definidos pela gestão do governador do DF, Ibaneis Rocha, atendem 6,6 mil alunos. Se aceitarem a proposta de militarização, eles se juntarão a CED 3, em Sobradinho; CED 1, na Estrutural; CED 7, em Ceilândia; e CED 308, no Recanto das Emas, que atendem 6,9 mil estudantes e já funcionam no sistema de gestão compartilhada.

Funcionamento  

Cada escola militarizada conta com apoio de cerca de 20 policiais militares que cuidam de decisões disciplinares. Além disso, os PMs ministram matérias ligadas à cultura cívico-militar aos alunos. Apesar de não serem colégios militares, as unidades militarizadas inspiram algumas regras nos primeiros: por exemplo, o uso de coque por meninas e de cabelo curto por meninos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
Na passarela: a diversidade 17:35 - 08/12/2019 - Compartilhe

Na passarela: a diversidade

publicidade
publicidade
publicidade
Anhanguera oferece vestibular solidário 13:20 - 06/12/2019 - Compartilhe

Anhanguera oferece vestibular solidário

publicidade
publicidade