Publicidade

Correio Braziliense

Escola de Música apresenta ópera que será cobrada no PAS para ajudar alunos

Alunos e professores da Escola de Música de Brasília preparam apresentação da ópera 'L'Orfeo' para ajudar candidatos que vão fazer a primeira etapa do Programa de Avaliação Seriada da UnB. Evento será gratuito para estudantes da rede pública


postado em 07/11/2019 06:00

Pedro Cardoso e Érika Kalline estão entre os 16 docentes da Escola de Música que apresentarão a obra(foto: Darcianne Diogo/CB/D.A Press)
Pedro Cardoso e Érika Kalline estão entre os 16 docentes da Escola de Música que apresentarão a obra (foto: Darcianne Diogo/CB/D.A Press)
Considerada a primeira obra-prima da história das óperas, L’Orfeo, composta pelo italiano Claudio Monteverdi em 1607, será um dos conteúdos programáticos de artes abordados na primeira etapa do Programa de Avaliação Seriada (PAS), da Universidade de Brasília (UnB). O clássico conduz a uma riqueza dramática e liga o estilo barroco à música renascentista. Para resgatar a obra, professores e estudantes da Escola de Música de Brasília (EMB) promoverão, no sábado, uma apresentação da ópera ao vivo, com explicações pedagógicas para alunos de escolas públicas e particulares.

A apresentação é parte do projeto “PAS 1 ao vivo?”, que surgiu por iniciativa da diretora da EMB, Edilene Abreu, em parceria com a musicista e professora de canto lírico Érika Kalline. “Essa ideia nasceu a partir de uma inquietação dos docentes.

Queríamos encontrar uma forma de a Escola de Música dialogar com a sociedade de maneira mais efetiva”, explicou Érika.
Segundo ela, essa é uma maneira de aproximar os jovens da cultura erudita. “O funk e o sertanejo, por exemplo, são ritmos que os alunos estão habituados a ouvir. Mas o estilo barroco e o clássico não fazem parte da vivência musical deles, talvez por uma questão de interesse ou acesso. Então, resolvemos fazer essa ação na intenção de transmitir o conteúdo da prova de maneira mais fácil e divertida”, argumentou.

A ópera será apresentada por 16 alunos da disciplina de canto lírico da Escola de Música e 16 professores da instituição, que tocarão os mais variados instrumentos. A música é italiana, mas a legenda no telão para as mais de 500 pessoas será em português. A preparação da equipe é intensa: os ensaios ocorrem semanalmente desde o início do ano. “Os componentes estão empolgados, e está sendo algo especial para eles. As etapas para a apresentação não são fáceis, porque é uma música italiana, então é preciso aprender a língua, decorar e amadurecer a encenação”, ressaltou a professora.

A apresentação também contemplou, na semana passada, estudantes que farão as provas das 2ª e 3ª etapas do PAS. “Os depoimentos dos participantes foram emocionantes. Muitos nem sabiam a função de um maestro. Alguns afirmaram que nunca tinham entendido esse conteúdo, mas, depois da explicação ao vivo, conseguiram absorver melhor, de modo que não fosse entediante”, disse Érika.

Um dos instrumentos musicais tocados pela equipe de professores na orquestra será o cravo, uma espécie de piano que surgiu na Idade Média, por volta dos anos 1300, e pertence ao grupo das cordas pinçadas, ou seja, gera um som “beliscando” a corda. Pedro Cardoso, 29 anos, professor de cravo da escola, será o responsável por tocá-lo. “Será uma experiência enriquecedora. O cravo é o diferencial, pois vai conversar com o estilo barroco. Muita gente não o conhece ou nunca o ouviu, então é uma forma de valorizá-lo e divulgá-lo”, celebrou.

Aluno de canto lírico, Tiago Marques, 26, interpretará Orfeu, o personagem principal da trama. “Quando soube que faria esse papel, fiquei preocupado, pois é uma tremenda responsabilidade. É preciso decorar e cantar bem”, disse. O estudante, que também é professor de língua espanhola, disse estar preparado para a encenação. “Agora, faltam os ajustes finais. Estamos solidificando os personagens e passando a peça várias vezes.”

*Estagiária sob supervisão de Fernando Jordão

Programe-se

PAS 1 ao vivo

Estudantes de escolas particulares
Data: 9 de novembro
Horário: 16h
Ingressos: R$ 25

Estudantes de escolas públicas (obrigatório estar uniformizado)
Data: 14 de novembro
Horário: 9h
Entrada gratuita

Local: Teatro da Escola de Música de Brasília (602 Sul)

Informações e inscrições: professora Érika Kalline 
(99119-0870)

Sinopse

Clássico da ópera

Orfeu, filho de Apolo, casa-se com a ninfa Eurídice. Porém, logo após o casamento, ele recebe a terrível notícia de que Euridice havia morrido com a picada de uma serpente. Orfeu, desconsolado, vai às profundezas da Terra, ao reino de Hades, para resgatá-la, levando sua lira que encantava até os animais selvagens. Hades e sua esposa se apaixonam pela música de Orfeu e resolvem devolver Eurídice ao seu amante, mas com uma condição: que ele não olhasse para ela até que chegassem ao mundo superior. No entanto, Orfeu olha para trás para conferir se sua amada o seguia. Com a desobediência, Eurídice é eternamente levada ao mundo dos mortos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade