Publicidade

Correio Braziliense

Conectar e ajudar: Voluntariado une 10 mil jovens em evento realizado no DF

Os voluntários promovem, até domingo, 32 ações sociais no Plano Piloto, Taguatinga e Sol Nascente. Entre os serviços estão barbeiro, cabeleireiro e almoço


postado em 22/11/2019 18:19 / atualizado em 22/11/2019 19:06

(foto: Naassom Azevedo/Together)
(foto: Naassom Azevedo/Together)
Todos juntos para potencializar e celebrar o voluntariado, essa é a proposta do evento Together. Até o próximo domingo (24), estão agendadas inúmeras ações sociais, desde serviços de cabeleireiro e barbeiro, passando pela distribuição de refeições em Sol Nascente, até atendimentos médicos oferecidos pela Carreta da Mulher. Para vivenciar essa experiência e compartilhar os trabalhos que desenvolvem nas cidades onde moram, cerca de 10 mil jovens de todo o país desembarcaram em Brasília.

Tudo isso, ocorre no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. É a Feira do Voluntariado, espaço destinado à troca de informações sobre os temas que permeiam o universo da ajuda humanitária, além de diversas atividades interativas com o público, como, por exemplo, palestras, stands de agências de voluntariado e, para entretenimento, vários espaços de karaokê. 

As ações sociais são desenvolvidas em vários pontos do Distrito Federal (DF), rodoviária do Plano Piloto, Praça do Relógio, em Taguatinga, e no Sol Nascente. Neste último, está uma carreta da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA), equipada com cozinha e máquinas para lavagem e secagem de roupas disponível gratuitamente a quem precisar, das 10h às 16h. No mesmo local, os voluntários vão preparar cerca de 500 refeições nos horários de almoço, das 11h às 14h, até sábado (23).

Para fechar o evento, no domingo (24), ocorrerá uma corrida solidária de 5 Km pelo Eixo Monumental — um percurso para adultos e outro para crianças. A proposta é incentivar a prática de esporte regularmente, como meio eficiente de prevenir doenças provocadas pelo sedentarismo. Além disso, as inscrições para a Together Run Kids serão feitas mediante a entrega de alimentos e produtos de higiene que serão direcionados para o Hospital da Criança de Brasília e para o Centro de Projetos e Assistência Integral (CEPAI).

Potencial para fazer o bem

"Compreendemos que tínhamos um potencial muito grande, principalmente, pelos membros jovens, que são 60%", revela o pastor Mark Wallacy (foto: Ellen Lopes/Together)
O pastor Mark Wallacy da Costa Ribeiro, 41 anos, é um dos organizadores e conta como foi o processo de criação do Together. “A ideia surgiu há uns dois anos, em conversas com a organização da igreja [Adventista do Sétimo Dia] daqui do centro-oeste. Compreendemos que tínhamos um potencial muito grande, principalmente, pelos membros jovens, que são 60% [do total de fiéis].” 

Ele prossegue dizendo qual foi o método escolhido para definir as ações. “Primeiro começamos a pensar que atividades seriam palpáveis para realizar dentro de um período tão curto. Levamos alguns meses para decidir e chegamos à conclusão de que alguns em lugares era viável fazer de uma maneira segura para todos.” 

Voluntariado como missão 

%u201CPenso em fazer voluntariado daqui a um ano aqui no Brasil, pois meu amigo fez e disse que é experiência muito fantástica.%u201D, diz Luan (foto: Ellen Lopes/Together)
%u201CPenso em fazer voluntariado daqui a um ano aqui no Brasil, pois meu amigo fez e disse que é experiência muito fantástica.%u201D, diz Luan (foto: Ellen Lopes/Together)
Luan Henrique Ribeiro de Souza, 16 anos, mora em Cuiabá (MT) e está no segundo ano do ensino médio. Ele é um dos seis mil jovens que estão acampados em barracas no Pavilhão de Exposição do Parque da Cidade. Luan Henrique explica o porquê de participar. “Gostei muito da ideia de ter um evento para jovens e vim com a minha igreja. Está sendo muito bom. O intuito é, literalmente, juntar muitas pessoas em um só lugar para fazer atividades específicas em torno algo tão importante.” 

O jovem conta do que mais tem gostado. “Sem dúvida foram as palestras.”  E revela que deve seguir com trabalhos de ajuda humanitária por conta da religião. Ele pretende começar em causas pelo país, antes de tentar algo no exterior. “Penso em fazer voluntariado daqui a um ano aqui no Brasil, pois meu amigo fez e disse que é experiência muito fantástica.”

Bem ao próximo 

"Acredito que fazer o bem ao próximo é a melhor forma de demonstrar o amor de Deus, conta Patricia (foto: Ellen Lopes)
A goiana Patricia Correa Camargo Alvino, 31 anos, faz parte de uma sociedade de jovens voluntários em Porangatu, ela compartilha as primeiras impressões sobre a troca de experiências com outros grupos. “Às vezes eu passo por situações no nosso distrito que outros colegas não têm. Então, é uma maneira de trocar e compartilhar as histórias.” 

Para ela, o voluntariado é algo primordial “porque é uma oportunidade de nós, como seres humanos, nos importarmos com outras pessoas, independente de qualquer situação.

Realização

O evento é organizado pela sede administrativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia para o Centro-Oeste, com o apoio do Governo do Distrito Federal (GDF) e das Organizações das Nações Humanas (ONU). 
 
*Estagiário sob subervisão de Ana Sá 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
MEC lança diploma digital 20:01 - 10/12/2019 - Compartilhe

MEC lança diploma digital

publicidade
MEC lança diploma digital. Acompanhe ao vivo 15:04 - 10/12/2019 - Compartilhe

MEC lança diploma digital. Acompanhe ao vivo

publicidade
Começa a primeira edição da FeLiB 14:46 - 09/12/2019 - Compartilhe

Começa a primeira edição da FeLiB

publicidade