Publicidade

Correio Braziliense

Ação em escola pública do DF festeja 150 anos da tabela periódica

Com o lançamento de um rap sobre a tabela, Conselho Federal de Química tenta despertar interesse nos estudantes


postado em 03/12/2019 19:02 / atualizado em 06/12/2019 13:53

Em 2019, celebra-se o Ano Internacional da Tabela Periódica dos Elementos Químicos. A proclamação feita pela ONU (Organização das Nações Unidas) é, além da comemoração dos 150 anos da descoberta do sistema periódico, uma oportunidade de refletir a importância desse modelo para a ciência moderna, sua história e os impactos sociais e econômicos da área.
 
Conselho Federal de Química (CFC) promove ação no Centro Educacional (CED) 310 de Santa Maria (foto: Walterson Rosa/CFQ )
Conselho Federal de Química (CFC) promove ação no Centro Educacional (CED) 310 de Santa Maria (foto: Walterson Rosa/CFQ )
Em homenagem ao ano comemorativo, o Conselho Federal de Química (CFQ) e estudantes do Centro Educacional (CED) 310 de Santa Maria organizaram, nesta terça-feira (3/12), uma mobilização temática. Durante um sarau na escola, foi lançado um rap para marcar o ano da tabela periódica.

A música Rímica foi composta por Arthur Gouveia, da equipe de comunicação do CFQ e produzida pelo projeto RAP (Ressocialização, Autonomia e Protagonismo). Os estudantes Ícaro Alves, 19 anos, e Vitória Amorim, 18,  interpretaram o rap. “É uma forma de atrair os jovens. A química é vista como um conteúdo chato, pouca gente tem interesse, mas com o rap chama a atenção dos jovens, gera interesse”, explica Vitória. 

Ícaro afirma que o projeto é como um trabalho para ele e foi essencial para sua ressocialização. “Descobri o meu talento no projeto, estou cem por cento nele. Faz parte da minha família, da minha comunidade. Trato como uma responsabilidade.”

Ao fim da apresentação, foi lançado um desafio: postar nas redes sociais uma nova versão da música em um outro ritmo. O efeito nos alunos foi positivo. Hugo Micael Gomes Dias, do 3º ano, mesmo achando a disciplina complexa se empolgou com a ideia. “Não está entre minhas matérias favoritas, mas gostei da música e da forma como foi apresentada. Vou até chamar meus colegas para a gente participar do desafio”, conta. 

O rap da tabela periódica

A produção da música contou com a ajuda do rapper Sandrox, vencedor da edição 2018 do Festival Brasília Independente. “A gente adora abraçar desafio”, disse. Sandrox explicou que passou um esboço da letra para Vitória e Ícaro. 
 
Os alunos Ícaro Alves e Vitória Amorim interpretaram o rap que celebra os 150 anos anos da Tabela Periódica(foto: Walterson Rosa/CFQ )
Os alunos Ícaro Alves e Vitória Amorim interpretaram o rap que celebra os 150 anos anos da Tabela Periódica (foto: Walterson Rosa/CFQ )
 
“Eles deram uma lapidada. Os dois, de uma forma muito inteligente, por meio das rimas, conseguiram passar esse conteúdo que fala sobre os 150 da tabela periódica, da importância da química, de onde ela está presente”, elogia. “É uma maneira de mostrar como a arte e a educação conversam muito bem”, aponta.

Para desmistificar a química

Para Aline Kath, analista superior do CFQ, o maior desafio para despertar o interesses de crianças e adolescentes por química e por matérias de exatas, em geral, é desmistificar, dar um fim aos medos que surgem ao olhar a tabela periódica, por exemplo. “Eu creio que uma iniciativa como essa vem para ensinar de maneira lúdica e acabar com esse ‘monstro’ que se cria em relação à química”, afirma.

“A ideia central da música é justamente aproximar um público que não é muito fã da tabela periódica por meio de uma linguagem mais fácil. É um jeito de deixar essa história mais simples”, diz Jeff Guimarães, assessor de imprensa de CFQ.  

O CED 310 foi escolhido pelo CFQ para ser o precursor da parceria com escolas públicas por estar diretamente associada ao Projeto RAP, criado por Heitor Valente e Francisco Celso. O objetivo é usar rap e cultura urbana como ferramentas pedagógicas e de expressão artística.
 
Sandrox: autor do rap Rímica(foto: Walterson Rosa/CFQ )
Sandrox: autor do rap Rímica (foto: Walterson Rosa/CFQ )
 
Outro motivo para o CED 310 ter sido o primeiro a receber a ação do CFQ é que a unidade coleciona projetos e reconhecimentos. No ano passado, a escola foi vencedora do Concurso Nacional de Desenho Cartográfico, tendo exposição até em Tóquio. 

O colégio venceu também o Prêmio Maria da Penha Vai à Escola, do TJDFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal dos Territórios), e do Prêmio Escola de Atitude, da Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF). Os prêmios em dinheiro foram investidos na educação e no bem-estar dos alunos.

O plano do CFQ é expandir a iniciativa para todas as escolas de Santa Maria, o que deve ocorrer em 2020.

Confira a letra da música Rímica = Rima da Química

 

[REFRÃO - VEM, VAI]

Vai, comemora.
A tabela periódica
Vem, não demora.
Mendeleev é de rocha!

[ESTROFE – A Química]

A química está em tudo!
Na ruêra, na quebrada, tá no mundo.
Transformando e reagindo.
Nessa pegada, aprendo me divertindo!

A química combina com desenvolvimento sustentável
Derramamento de petróleo no mar? É lamentável.
Na educação, meio ambiente e na saúde,
Eu peço para a Rímica e a Química – me ajude!
Desafios globais, sempre anormais
Dependem dos profissionais
São excepcionais!

[ESTROFE – A tabela]

Quer aprender? Agora vou ensinar.
Com a tabela periódica, nota mil eu vou tirar! 
As coluna de 1 a 18. As linha de 1 a 7.
Quem tem medo de escuro, grita “Mendeleev!”
 
Os elementos levam número atômico (ÚNICO!) 
A quantidade de prótons no seu (NÚCLEO)! 
Sempre ordenados de forma lógica e crescente, 
118 elementos não são inocentes!
92 são naturais (OK, OK) 
E 26 artificiais (OK, OK)

Alcalinos, Terrosos, Metais de Transição.
Aprendendo essa lógica eu não vacilo não.
Família do Boro, Carbono e Nitrogênio
Avisa aos amigos que chegou o grande gênio!
Calcogênios, Halogênios e os gases nobres.
Tá faltando alguém? A gente descobre!

Olha pra tabela, ela merece os parabéns!
150 anos atrás, já era nota 100. 
Pra finalizar, uma frase vai ficar:
A química está em tudo, em todo lugar!

 
Composição: Arthur Gouveia 
 
 
Estagiária sob a supervisão de Ana Paula Lisboa e Ana Sá
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade