Ensino_EducacaoBasica

Escolas adotam ações de prevenção ao coronavírus

Em um estabelecimento de ensino da Asa Norte, alunos estão produzindo álcool em gel para uso coletivo e a Secretária de Educação promoverá curso para professores da rede pública

Eu, Estudante
postado em 03/03/2020 19:33
Escolas públicas e particulares do Distrito Federal estão iniciando campanhas de prevenção à transmissão do coronavírus em sala de aula. Há até instituições em que os estudantes produzem o álcool em gel para uso coletivo nos espaços do colégio.
Em um estabelecimento de ensino da Asa Norte, alunos estão produzindo álcool em gel para uso coletivo e a Secretária de Educação promoverá curso para professores da rede pública
É o caso dos alunos do Colégio Marista João Paulo II, na Asa Norte. Para produção do álcool, eles utilizam água destilada, álcool etílico 70%, carbopol e trietanolamina. Os professores promovem as atividades nas aulas de ciências naturais. A atividade, além de ser uma medida preventiva à transmissão de doenças respiratórias como a gripe, o H1N1 e o coronavírus, tem por objetivo estimular a participação dos estudantes em um projeto colaborativo.

;Não temos que ter cuidado apenas com o coronavírus, ainda há a dengue, chicungunha, H1N1, influenza e diversas outras doenças e vírus que precisamos ter cuidado. Então, esse álcool em gel que fazemos e doamos se torna mais necessário;, diz Arthur Jardin, 9 anos, aluno do 4; ano do ensino fundamental, que participou da última produção feita na escola.

A professora Analy Martins conta que, em 2018, alguns estudantes quiseram expandir a iniciativa. ;Tivemos um grupo de voluntários que produziu álcool em gel, perfumes, maquiagem e sabonete líquido para levar em creches;, relata.
[SAIBAMAIS]

Segundo o Ministério da Saúde, o coronavírus é transmitido de diversas maneiras. As principais formas são pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas ; saliva, tosse e espirro ;, contato pessoal próximo, com objetos ou superfícies contaminadas e contato com a boca, nariz ou olhos, daí a importância da higienização adequada das mãos.

Rede pública

A Secretaria da Educação do DF programa uma Semana de Prevenção ao Coronavírus, voltada aos professores da rede, que ocorrerá na segunda quinzena de março. Cerca de 100 docentes participarão do curso Saber Saúde, ministrado por especialistas. A aula inaugural está marcada para 19 de março, às 14h, na Escola Parque 313/314 Sul, com a participação dos secretários de Educação, João Pedro Ferraz, e de Saúde, Osnei Okumoto. Na última segunda-feira, diretores das subsecretarias da pasta se reuniram para tratar das outras atividades que serão realizadas e implementadas nas redes de ensino nos próximos dias.

Todas as 683 escolas da rede pública vão receber uma circular sobre o novo coronavírus assinada pela Subsecretarias de Educação Básica (Subeb) e de Infraestrutura e Apoio Educacional (Siae). Esse documento conterá orientações e informações sobre a doença e os devidos cuidados a serem tomados. O governador Ibaneis Rocha declarou estado de emergência de 180 dias para tentar prevenir uma pandemia. A medida foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal em 28 de fevereiro.

Segundo informações da Secretaria de Saúde, a rede pública conta com um planejamento de contingência para atender os infectados e os possíveis infectados. Os principais pontos de atendimento são o Hospital Regional da Asa Norte (Hran) e o Hospital de Base. Também há uma parceria entre a Secretaria da Saúde e o Aeroporto de Brasília para atender os passageiros que possam estar com o vírus.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação