Ensino_EducacaoBasica

Coronavírus interrompe atividades em instituições de 17 estados e no DF

Levantamento é da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes)

Eu, Estudante
postado em 17/03/2020 21:27
Segundo levantamento da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes), instituições de ensino de 17 estados e do Distrito Federal suspenderam das atividades letivas em função do esforço para prevenir o avanço do coronavírus (COVID-19) no país, embora o Ministério da Educação (MEC) ainda não tenha recomendado oficialmente a suspensão das atividades.
Foto da ABMES com bancada e telespectadores.
Até segunda-feira (16), diversas instituições de educação superior particulares de 15 estados e do Distrito Federal (BA, ES, GO, MT, MS, MG, PR, PE, PI, RJ, RS, RO, SC, SP e TO) já haviam anunciado a suspensão das aulas por até 30 dias.

No âmbito das unidades públicas, instituições de 18 estados e no Distrito Federal também anunciaram a suspensão das aulas.

Enquanto perdurar a suspensão das aulas, o Conselho Nacional de Educação (CNE) recomenda que sejam utilizados recursos tecnológicos para que a continuidade das atividades letivas não seja prejudicada diante de uma possível orientação futura dos governos federal, estadual ou municipal de suspensão das aulas. O objetivo é reduzir o impacto no calendário anual.

Para as instituições de educação superior que já atuam com educação a distância (EAD), a Abmes indica que seja reforçada a capacidade de seus servidores e links para absorverem provisoriamente as atividades presenciais da instituição.

Já aquelas que ainda não atuam com a modalidade, é sugerido que preparem preventivamente seu ambiente tecnológico, com suporte pedagógico digital.
Print de tabela com as instituições de ensino superior que tiveram atividades afetadas pelo coronavírus no Brasil.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação