Ensino_EducacaoBasica

Em dois dias, brasilienses gastam R$ 1 milhão do Bolsa Alimentação

Por causa da suspensão das aulas, os beneficiados passaram a usar o cartão material escolar nas compras de casa

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 20/03/2020 18:57
 (foto: Vinicius Cardoso Vieira/CB/D.A Press)
(foto: Vinicius Cardoso Vieira/CB/D.A Press)
O valor gasto equivale a quase 16% do total liberado para o programaApós o Governo do Distrito Federal (GDF) liberar o uso do cartão material escolar para a compra de alimentos, os brasilienses consumiram mais de R$ 1 milhão nesse tipo de produto. A medida foi adotada devido à suspensão das aulas devido à pandemia de coronavírus, para suprir a falta de merenda escolar para os estudantes.

Relatórios divulgados nesta sexta-feira pelo Banco de Brasília (BRB) (20/3) mostra que, ao todo, R$ 1.073.545,74 foram injetados na economia do DF para a compra de alimentos. O valor equivale a quase 16% do total liberado para o programa, que é de R$ 6.728.428,80. O gasto médio entre as famílias foi de R$ 36,03.

De acordo com a Secretaria de Educação, 106 mil estudantes foram beneficiados pela medida, o que equivale a 70 mil família. Todos são participantes do Programa Bolsa Família. Além disso, a pasta divulgou que a maioria fez as compras em hipermercados.

Os usuários podem consultar o saldo do cartão no aplicativo BRB CARD Pré-pago. Para a compra de alimentos, o cartão poderá ser utilizado em qualquer estabelecimento, como supermercados, mercados, mercadinhos de bairros, restaurantes e padarias.

Apesar de as medidas emergenciais terem suspendido o funcionamento do comércio no DF, serviços essenciais, como padarias e supermercados, continuam abertos. Ainda de acordo com a pasta da Educação, o cartão funcionou normalmente nesta sexta, sem registro de indisponibilidade. Qualquer dúvida, reclamação ou sugestão pode ser feita pelo telefone 162 ou no site da secretaria.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação