Publicidade

Correio Braziliense

Covid-19: Ensino a distância é aprovado no DF para rede pública e privada

Em um primeiro momento, 80 mil estudantes do ensino médio terão acesso ao conteúdo


postado em 25/03/2020 10:39 / atualizado em 25/03/2020 11:28

Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, as escolas estão fechadas em todo o DF(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, as escolas estão fechadas em todo o DF (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
A Secretaria de Educação do DF implementará o ensino a distância para as escolas públicas e privadas da região. A medida valerá da educação infantil até o ensino médio. O Conselho de Educação do DF (CEDF) aprovou, nesta terça-feira (24/3), o parecer sobre a modalidade pedagógica. As aulas presenciais estão suspensas desde 16 de março em razão do decreto governamental. 

Segundo a pasta, as aulas on-line devem começar em 6 de abril, caso a suspensão não seja prorrogada. Em um primeiro momento, 80 mil estudantes do ensino médio terão acesso ao conteúdo que, posteriormente, será estendido aos anos finais e, por fim, aos anos iniciais do Ensino Fundamental. As datas do início das aulas de alunos do primeiro ao nono ano ainda serão divulgadas.


Plataforma

Alunos da rede pública poderão acessar às aulas por meio da plataforma on-line chamada Moodle. O acesso será por computador ou por aplicativo para celular. O estudante entrará, com login e senha, em uma versão virtual da escola, na qual será possível visualizar a turma e os componentes curriculares. As aulas serão desenvolvidas por meio de diversas atividades e recursos, como vídeos e interações.

Segundo a Secretaria de Educação, professores e estudantes poderão estar juntos durante os 50 minutos de aula ou, como alternativa, as atividades poderão ser baixadas e desenvolvidas no tempo e no espaço que melhor atender às condições de cada escola e estudante. Vídeos da internet também poderão ser disponibilizados, além de materiais produzidos pelos professores.

Formação

A pasta trabalha ainda em um curso voltado para professores regentes, coordenadores pedagógicos locais, coordenadores intermediários e professores conteudistas para instrumentalizar os profissionais em relação ao uso pedagógico da plataforma. Durante o curso, os profissionais também serão orientados sobre as ferramentas do Google, da Microsoft, de aplicativos e de programas para criação de jogos. 

Ao todo, a Escola em Rede Virtual do Distrito Federal terá carga horária de 60 horas. A primeira etapa de treinamento será para os cerca de 4 mil professores do ensino médio. Segundo a pasta, cabe à Subsecretaria de Formação Continuada dos Profissionais da Educação (Eape) a formação dos professores da rede pública. O planejamento detalhado dessas formações e as orientações aos docentes e gestores serão divulgadas em breve.
 
Os conteúdos disponibilizados aos alunos serão alinhados à Base Nacional Comum Curricular, naquilo que compete a cada um, incluindo aulas destinadas ao ensino especial.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
Renapsi oferece 21 vagas de jovem aprendiz 18:15 - 31/05/2020 - Compartilhe

Renapsi oferece 21 vagas de jovem aprendiz

publicidade
publicidade