Ensino_EducacaoBasica

Ibaneis recua e mantém fechamento das escolas cívico-militares

Governador avaliava retomar as aulas na segunda-feira; hipótese gerou polêmica

Isadora Martins*
postado em 22/04/2020 20:11
 (foto: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, informou, na tarde desta quarta-feira (22), que vai manter o fechamento das escolas cívico-militares. Na última segunda-feira (20), em reunião no Palácio do Planalto, o governador e o presidente Jair Bolsonaro discutiram a possibilidade de reabrir essas escolas a partir da semana que vem.
Governador avaliava retomar as aulas na segunda-feira; hipótese gerou polêmica
A hipótese gerou polêmica. Pais, alunos e professores fizeram um abaixo-assinado on-line para tentar barrar a volta às aulas na segunda-feira. A petição teve mais de 15 mil assinaturas.

;Alternativas ao ensino presencial estão sendo adotadas tanto no ensino público, quanto no ensino privado. É uma novidade que está em desenvolvimento, sabemos, mas, neste período excepcional, é a ferramenta mais segura de que dispomos;, diz trecho do texto.
Em entrevista coletiva, nesta quarta-feira (22), o governador desmentiu a informação de que avaliava retomar as aulas a partir de semana que vem.

Plano de reabertura

Também na tarde desta quarta-feira (22), Ibaneis enviou um ofício à Secretaria de Educação solicitando um plano para a reabertura das escolas do Distrito Federal. O órgão tem dez dias, a contar de hoje (22), para apresentar o estudo. A ideia é que os alunos do ensino médio retornem primeiro.
[SAIBAMAIS]

De acordo com a diretora do Centro Educacional 1 da Estrutural, Estela Accioly, seria ;inviável; retomar as atividades na segunda-feira. ;Por isso, o início das aulas será após o plano de reabertura (da Secretaria de Educação), começando pelo ensino médio, com detalhes como fornecimento de máscaras para a comunidade escolar, desinfecção do ambiente e disponibilização de álcool em gel.;
*Estagiária sob supervisão de Ana Sá

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação