Publicidade

Correio Braziliense

Instituições particulares do DF oferecem aulas gratuitas para a comunidade

Preparação para o Enem, aulas de inglês e dicas de estudo estão entre materiais disponibilizados on-line para a população


postado em 21/05/2020 19:18 / atualizado em 22/05/2020 10:31

Pensando na democratização do acesso à educação em tempos de pandemia e suspensão de aulas presenciais, instituições de ensino do Distrito Federal têm reunido ações voltadas para públicos além dos alunos matriculados na rede privada. Por meio de plataformas on-line, estudantes podem assistir aulas de preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), conhecer outra língua ou ter acesso a dicas de estudos durante o isolamento.
 
Internet virou espaço para compartilhar conhecimento (foto: Diana Raeder/Esp. CB/D.A Press)
Internet virou espaço para compartilhar conhecimento (foto: Diana Raeder/Esp. CB/D.A Press)
 

Um dos projetos que nasceu nesse período de solidariedade foi o Anchieta Para Todos. Docentes do colégio vão ministrar aulas gratuitas, para qualquer pessoa, através da plataforma Google For Education. Os professores oferecem ainda simulados on-line de vestibulares e disponibilizam um período para tirar dúvidas. Interessados podem se cadastrar no site até o dia 25 de maio. 

Outra plataforma digital gratuita para ajudar alunos da rede pública com os estudos para o Enem é a Resolve Sim. Ela é fruto de uma parceria entre a Eleva Educação e a Estácio, que oferece um portal sem limitação de acesso para a comunidade pelo site.

São simulados, aulas de ciências humanas, linguagens, matemática e mais. Além das videoaulas, a rede disponibiliza dinâmicas virtuais, podcast e tutoriais, por exemplo. “Vivemos um momento em que todos devem se unir para sairmos mais fortes. É hora de pensarmos em como ajudar quem tem menos recursos para enfrentar a situação”, avaliou Bruno Elias, presidente da Eleva Educação.

Mais iniciativas

O Colégio Objetivo também tem ações virtuais nesse período. A instituição criou o projeto Escola Social para os estudantes de escolas públicas que querem reforçar os estudos na quarentena. As inscrições vão até a próxima sexta-feira (22/5), no site da iniciativa. Há um valor de R$ 50 para a inscrição, que será revertido, em sorteio, de uma Sala Google para uma unidade da rede pública do DF.

A Rede Marista reuniu materiais abertos ao público no site da escola para diversas etapas, desde a educação infantil até o ensino médio. São textos e vídeos produzidos pelas áreas de Gerências Educacionais e Sociais da Rede. Serão publicados três conteúdos por semana, na segunda, quarta e sexta-feira.

Esse também pode ser um período propício para aprender novos conhecimentos. A Casa Thomas Jefferson disponibilizou on-line recursos abertos e gratuitos para o público que deseja ter mais proximidade com a língua inglesa. Há atividades, jogos e vídeos para todos os cursos da instituição. A casa ainda liberou um ebook para que crianças de 2 a 3 anos possam ser introduzidas à língua estrangeira, com dicas para os responsáveis estudarem com as crianças de maneira divertida. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade