Ensino_EducacaoBasica

MPDFT recomenda teletrabalho imediato para professores da rede pública

SEE-DF terá 15 dias para responder ao Ministério Público o que fez para garantir o cumprimenta da recomendação

Eu, Estudante
postado em 21/05/2020 21:20
 (foto:  Arquivo Pessoal)
(foto: Arquivo Pessoal)
O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) recomendou à Secretaria de Estado da Educação do Distrito Federal (SEE-DF) determinar o retorno imediato dos docentes e demais servidores ao trabalho de forma remota enquanto durar a quarentena. Confira a recomendação completa.
Professores do Cemi Gama que já estavam produzindo videoaulas antes da recomendação. Educadores devem trabalhar remotamente para garantir direito à educação, diz MP
Na avaliação da Promotoria de Defesa da Educação (Proeduc), os docentes devem desempenhar atividades educacionais por meio de ferramentas on-line, podendo garantir, assim, aos estudantes a continuidade do direito à educação, sem perda de qualidade. Em caso de recusa da categoria, o Ministério Público do DF recomenda medidas, como descontos salariais e responsabilizações administrativas.

O Decreto n; 40.546/2020 estabeleceu o teletrabalho, em caráter excepcional e provisório, para todos os órgãos da administração pública, incluindo a área de educação. Entretanto, em sentido contrário, a Secretaria de Educação emitiu, em 3 de abril, a Circular Conjunta n; 24/2020-SEE/DF, na qual previa que somente os servidores da secretaria escolar deveriam atuar em regime de teletrabalho. O que exclui professores e outros servidores do serviço remoto.

A SEE-DF terá 15 dias para enviar relatório ao MPDFT sobre as ações tomadas para garantir o cumprimento da recomendação.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação