Governo deve abrir mais de 10 mil vagas de residência médica no país

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/05/2013 18:39

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, informou, nesta terça-feira (14/5), que todas as universidades federais devem expandir as vagas de residência médica nos cursos de medicina. Segundo ele, a estimativa do governo é de que sejam abertas mais de 10 mil vagas nas regiões com maior demanda no país. Mercadante fez o anúncio durante audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal.


Ele destacou ainda o deficit de médicos no país, principalmente em regiões mais carentes. De acordo com o ministro, o governo federal está analisando um acordo para trazer médicos do exterior. A proposta prevê que esses profissionais trabalhariam exclusivamente no Sistema Único de Saúde (SUS) e em áreas mais carentes. Os médicos estrangeiros teriam registro provisório de três anos para atuar no país e o processo seria acompanhado pelas universidades federais.

Mercadante também ressaltou que o Ministério da Educação tem fiscalizado com rigor os cursos de medicina. “O Brasil precisa de mais médicos, mas precisamos expandir com qualidade”, salientou o ministro. A nova política de abertura de cursos de medicina estabelece critérios mínimos de demanda e de infraestrutura. Os critérios serão divulgados no edital de chamamento público.