Câmara sedia edição 2013 do Projeto Politeia da UnB

Por meio da simulação do processo legislativo com a participação de estudantes universitários, programa do Instituto de Ciência Política da UnB busca contribuir para a conscientização política do jovem.

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/07/2013 10:04 / atualizado em 23/07/2013 10:23

A Câmara dos Deputados recebe, entre hoje e sexta-feira (26/7), a edição 2013 do Politeia, projeto que simula o funcionamento do Legislativo com a participação de alunos universitários. Promovido pelo Instituto de Ciência Política (Ipol) da Universidade de Brasília (UnB), com a parceria da Câmara, o programa proporciona aos estudantes a oportunidade de discutir e votar projetos de lei, elaborados por eles próprios, nos plenários das comissões e no Plenário Ulysses Guimarães. A ideia é que conheçam de perto a rotina do Congresso e as regras do processo legislativo


Os debates poderão ser acompanhados por um público mais amplo no portal e-Democracia, um dos canais de interação com a sociedade criados pela Câmara. Parte das reuniões realizadas nas comissões terá transmissão ao vivo e serão criadas salas de bate-papo para que os internautas possam discutir o tema e dar sugestões, como acontece no dia a dia da Câmara.


Acordo de cooperação
Esta é a sétima vez que a Câmara participa como parceira do Politeia, que chega a sua 8ª edição. Em novembro do ano passado, foi assinado um acordo de cooperação técnica entre a instituição e a UnB, com o objetivo de formalizar a parceria e de dar maior visibilidade ao programa, que aproxima a Câmara dos universitários. Com isso, neste ano, houve um maior envolvimento de diferentes setores da Casa nos preparativos para receber os estudantes.


A formalização da parceria possibilitou, por exemplo, a oferta aos participantes de um curso de processo legislativo, com ênfase em técnica legislativa, promovido pelo Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento (Cefor) da Câmara.

Conscientização política
Por meio da familiarização com a dinâmica do Legislativo, o Politeia busca contribuir para a conscientização política do jovem e, dessa forma, estimular a sua participação no processo democrático. Criado em 2003, o projeto – atualmente, com periodicidade anual – busca reproduzir com a maior fidelidade possível o processo legislativo real


Antes da simulação na Câmara, os estudantes recebem um treinamento e participam de uma sessão preparatória. Divididos em partidos políticos, eles também elegem líderes, participam de reuniões de bancada partidária e de coletivas de imprensa. Na condução dos trabalhos legislativos na Câmara, contam com o auxílio de dois consultores legislativos da Casa.

Outros projetos
A Câmara desenvolve outros projetos com perfil semelhante ao do Politeia. São o Parlamento Jovem, voltado para alunos do ensino médio, e o Câmara Mirim, que reúne crianças do ensino fundamental. Nos dois, os participantes apresentam, debatem e votam projetos de lei, assumindo o papel de deputados em simulações das sessões ordinárias realizadas no Plenário e nas comissões.


No caso do Politeia, além dos "deputados", há uma equipe responsável pela cobertura jornalística das atividades, formada por estudantes do curso de graduação em Comunicação Social da UnB.