Idioma sem Fronteiras

Educadores debatem expansão de ensino de línguas na universidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/12/2014 11:38

Ao abrir o 1º Encontro Nacional de Coordenadores do Programa Idioma Sem Fronteiras, na tarde desta quarta-feira, 10, em Brasília, o ministro da Educação, Henrique Paim, falou da importância do momento educacional que o país está atravessando, com o avanço dos quesitos de idioma das nossas universidades. “Conseguimos com muita luta e esforço fazer com que os estudantes brasileiros tenham oportunidade, por meio deste programa, de estudar nas melhores universidades do mundo e assim, aumentar a produção científica do país”, afirmou.

O encontro, que se estenderá até sexta-feira, 12, tem o objetivo de debater a internacionalização das universidades federais, a partir de uma política linguística em colaboração da área de ensino-aprendizagem de língua inglesa e outras línguas. O evento reúne docentes coordenadores do programa de todas as universidades federais credenciadas, além de professores graduandos de cursos de letras que atuam nas aulas presenciais dos núcleos de línguas.

A presidenta do Programa Idioma Sem Fronteiras do Ministério da Educação, Denise Martins de Abreu e Lima, ressaltou que por conta do sucesso do programa Inglês Sem Fronteiras é que outros idiomas vão começar a integrar. “Já tem ação em andamento com o lançamento das 1,5 mil vagas ofertadas para o curso on-line de língua francesa”, observou. “Precisamos articular com as universidades para fazer este processo funcionar em 2015 e nos anos seguintes com uma estruturação mais adequada”, pontuou.

Também participaram da cerimônia de abertura o secretário substituto de Educação Superior do MEC, Dilvo Ristoff, e o coordenador-geral de acompanhamento e monitoramento de resultados da diretoria de relações internacionais da Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Nível Superior (Capes), Adi Balbinot Junior.