Associação de ex-alunos da UnB doa notebooks para calouros de baixa renda

Em edição piloto de programa de benefícios, associados ajudaram dois aprovados em direito. A partir do próximo semestre, o objetivo é expandir o alcance das doações

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/03/2018 21:17 / atualizado em 07/03/2018 22:02

A Associação dos Ex-alunos da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília (Alumni Direito/UnB) deu início a um programa de apoio a estudantes de baixa renda. O primeiro passo foi convidar os dois primeiros beneficiados, Roberto Augusto Brito Alves, 17 anos, e Suelen Regina Pereira dos Santos, 18, para um almoço num restaurante na última segunda-feira (5). Na ocasião, representantes da Alumni Direito — instituição criada em 1997 — presentearam cada jovem com um notebook e cerca de 15 livros de direito, além de se colocarem à disposição para ajudá-los quando eles quiserem arrumar estágio. O objetivo é motivar e facilitar a vida acadêmica dos beneficiados. A partir dos próximos semestres, o plano é conceder o benefício a mais aprovados que sejam de baixa renda.

 

Arquivo Pessoal

 

Morador de Santa Maria, Roberto passou em direito pelo Programa de Avaliação Seriada (PAS), com cota para alunos de escolas públicas que sejam pretos, pardos e indígenas com renda familiar de até 1,5 salário mínimo. Filho de uma diarista e de um encarregado de serviço gerais, foi o primeiro da família a conseguir ingressar no ensino superior. O sonho dele é se tornar defensor público. A história do jovem gerou repercussão quando foi publicada no Correio Braziliense, tanto que a própria Defensoria Pública da União (DPU) o convidou para conhecer o órgão. As reportagens publicadas no Eu, Estudante despertaram a atenção da associação de ex-alunos para ele. Suelen foi aprovada para direito por meio do PAS, com cotas para estudantes da rede pública com renda familiar de até 1,5 salário mínimo.

 

A moradora do Paranoá é filha de uma empregada doméstica e de um lavador de carros e também é a primeira da família a entrar numa faculdade. Ela foi escolhida para ser beneficiada pela iniciativa porque o vice-diretor da Associação de Ex-alunos da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília, Kauê Machado, conhecia a família da jovem e sabia que Suelen tinha uma história de superação. “Eu estou imensamente grato à Alumni Direito. O computador, as diversas obras e a oportunidade de estágio contribuirão de maneira significativa para a minha imersão no direito”, comemora Roberto. “É um suporte importante para que estudantes que vêm de escola pública e são de renda baixa possam aproveitar ao máximo o espaço universitário. Isso também nos motiva em nossos estudos. É importante saber que essa iniciativa ajudará outros estudantes além de nós”, afirma.

 

Arquivo Pessoal

“Esse contato com a Alumni Direito vai abrir muitas portas para muita gente e é fundamental, já que há muitas pessoas na Faculdade de Direito sem boas condições financeiras”, comenta Suelen. Tanto ela, quanto Roberto não tinham computador em casa durante a vida escolar. “Era bastante difícil ter acesso a material de estudo eletrônico. Eu tentava acessar na minha vizinha.” Por tudo isso, o notebook presenteado pela Alumni Direito foi providencial. “Isso vai facilitar muito meus estudos e o acesso a muitas outras possibilidades”, percebe, satisfeita.

Motivação

A ideia do programa de apoio a calouros de baixa renda veio da associada Daniela Teixeira, vice-presidente da seccional do DF da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). “Foi uma ação muito bem pensada. É importante que a gente possa se voltar para a universidade e devolver o que ela nos deu”, diz, agradecida. “Eu vi o caso do Roberto, divulgado pelo próprio Correio Braziliense, e fiquei imaginando como seria a vida de alunos como ele na UnB. Não é justo que esses jovens não tenham as mesmas oportunidades que outros aqui dentro”, conta.

“A preocupação da Alumni Direito é ajudar e propiciar igual condição de desenvolvimento no curso. Eles passaram no vestibular e merecem nosso apoio”, explica. “Decidimos auxiliá-los para que consigam fazer o curso com tranquilidade, pois sabíamos que eles poderiam ter dificuldades financeiras que atrapalhariam o prosseguimento dos estudos, tendo que trabalhar por exemplo”, concorda o presidente da Alumni Direito, Ronald Siqueira Barbosa Filho. O plano é que, a partir de agora, a associação apoie calouros de baixa renda a cada semestre. A verba para custear a ajuda foi arrecadada por meio de doações dos próprios associados.

Saiba mais

Confira os contatos da Alumni Direito

E-mail:
contato@alumnidireitounb.org.br

Telefone: (61) 9225-8403

Site: alumnidireitounb.org.br




*Estagiária sob a supervisão da subeditora Ana Paula Lisboa