Reitora da UnB pede a expansão do passe livre estudantil

Márcia Abrahão manteve encontro nesta terça-feira com o governador Ibaneis Rocha

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/02/2019 16:08

UnB Agência

 

Nesta segunda-feira a reitora da Universidade de Brasília (UnB), Márcia Abrahão esteve com o governador Ibaneis Rocha, os principais assuntos da conversa foram segurança no câmpus da instituição, o acesso ao passe livre e a melhoria nos transportes públicos oferecidos à comunidade acadêmica. 

“Somos uma universidade de mais de 50 mil pessoas. Temos a maior biblioteca pública do Distrito Federal e um câmpus aberto, com inúmeros desafios. Nossas pesquisas sobre a sensação de vitimização apontaram que as pessoas se sentem mais inseguras na saída e na chegada à Universidade, por isso é importante a parceria com o GDF, para questões de iluminação e transporte nos arredores de nossos campus”, explicou. Além disso, a reitora pediu que a universidade fosse colocada em destaque nos projetos de expansão do metrô para Asa Norte. 

Sobre o passe livre estudantil, a reitora explicou a necessidade de expandir o o benefício para além do período letivo. “O aluno da UnB não frequenta apenas as aulas regulares; ele faz extensão, pesquisa na pós-graduação e na iniciação científica, disciplinas de verão.”

O governador comprometeu-se a encaminhar questões relativas ao transporte e à segurança para os secretários responsáveis – e uma nova reunião com as áreas técnicas deve ser marcada em breve. “Minha questão é conceder o passe livre para quem precisa. O sistema como está gera um gasto de R$ 150 milhões por mês, e isso precisa ser revisto”, afirmou o governador.

A reitora ainda falou sobre a importância da parceria com a Fundação de Apoio à Pesquisa (FAP-DF); sobre o apoio do governo local para a solução de pavimentação do estacionamento da Faculdade UnB Gama (obra a cargo do GDF) e um espaço físico para o polo de extensão da Estrutural. 

Márcia falou sobre projetos não iniciados, para os quais a parceria com o governo é essencial: a criação de uma creche-escola na área da UnB e de um museu de ciências para Brasília.

A ideia do museu animou Ibaneis, ele também disse gostar da ideia de abrir uma creche na área da Universidade, e passou o assunto para o secretário de Educação, Rafael Parente que também estava no encontro.

Fonte: Com informações da UnB Agência.