Publicidade

Correio Braziliense

Vaquinha para o translado do corpo do ex-aluno da UnB é encerrada

Luis Felgueira foi atropelado, na última segunda-feira, em Vitória (ES)


postado em 15/08/2019 19:49 / atualizado em 15/08/2019 20:33

Familiares e amigos do jornalista angolano Luís Felgueira, vítima de atropelamento na segunda-feira (12), cessaram a arrecadação de dinheiro. O financiamento coletivo tinha como objetivo arcar com os custos do translado do corpo para a Angola. Luís se formou em jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB) e colegas se mobilizaram durante a semana para juntar o dinheiro necessário. 
 
(foto: Reprodução: Facebook)
(foto: Reprodução: Facebook)
 
Segundo uma publicação feita pelos organizadores da vaquinha, o Consulado dará auxílio nos trâmites do translado e o dinheiro excedente do valor necessário será enviado a família de Luís, na Angola. Confira:
 
 

O jornalista foi atropelado em Vitória (ES) enquanto voltava do trabalho de bicicleta por volta das 13h. Ele foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Luís se graduou em março deste ano e estava com casamento marcado para o próximo fim de semana.

Luís começou a graduação na UnB em economia, em 2014, mudou de graduação e foi cursar jornalismo. Em um emocionante vídeo gravado no dia da colação de grau, em que Luís foi orador da turma, ele contou que o sonho da mãe era ser jornalista.  E foi para homenageá-la que decidiu mudar de curso. 

Em nota oficial, o professor Fernando Oliveira Paulino, diretor da Faculdade de Comunicação da UnB, registrou a história de Luís e os esforços feitos para levar o corpo para o país natal de Luís. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade