Publicidade

Correio Braziliense

Inep divulga gabaritos preliminares das questões objetivas do Enade

Padrão de resposta para as questões discursivas será divulgado em 2020


postado em 26/11/2019 11:49 / atualizado em 26/11/2019 12:18

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) antecipou na manhã desta terça-feira (26) os gabaritos preliminares das questões objetivas da avaliação . Os estudantes que participaram do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), aplicado nesse domingo (24), já podem conferir os gabaritos nos 29 cadernos de provas das graduações avaliadas na edição deste ano, que também foram disponibilizados. O padrão de resposta para as questões discursivas e os gabaritos definitivos serão divulgados no início de 2020.

 

 

A divulgação dos gabaritos estava prevista para quarta-feira (27). O Inep, vinculado ao Ministério da Educação (MEC) e responsável pela aplicação do exame, conseguiu antecipá-la para esta terça-feira (26). A prova do Enade foi composta por itens de formação geral, comuns aos cursos de todas as áreas, e de componente específico. Em formação geral, são dez questões, sendo duas discursivas e oito objetivas. O componente específico tem 30 questões, sendo três discursivas e 27 objetivas. As manifestações contrárias aos gabaritos publicados podem ser encaminhadas ao endereço eletrônico bnienade@inep.gov.br até 25 de janeiro de 2020. O exame é destinado a estudantes concluintes de cursos de graduação. Ingressantes também são inscritos, mas não fazem a prova. 

Números

O Enade 2019 foi aplicado em 1.217 locais espalhados por 1.063 municípios de todo o país. Nesta edição, aproximadamente 9 mil cursos de 29 graduações ofertadas por 1.953 instituições de educação superior serão avaliados. O Questionário do Estudante foi respondido por 93,7% dos participantes. 

Comparecimento 

De acordo com o Inep, 390.365 participantes realizaram as provas, o que corresponde a 89,6% dos estudantes habilitados. Os maiores percentuais de comparecimento estão entre os estudantes de medicina (97,8%) e odontologia (96,1%). Fonoaudiologia (94,8%), engenharia de alimentos (94,2%) e medicina veterinária (94,2%) também foram áreas que registraram taxa acima da média nacional.

Cursos 

Na edição deste ano, o exame avalia os cursos de ciências agrárias, ciências da saúde e áreas afins; engenharias e arquitetura e urbanismo; e os cursos superiores de tecnologia nas áreas de ambiente e saúde, produção alimentícia, recursos naturais, militar e de segurança.

(foto: Ministério da Educação/Reprodução)
(foto: Ministério da Educação/Reprodução)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade