Publicidade

Correio Braziliense

IBM e ENS oferecem cursos on-line de tecnologia e segurança de dados

Mais de 900 executivos e líderes dos setores de negócios e seguros poderão se certificar nas áreas de cibersegurança, ciência de dados e inteligência artificial


postado em 27/05/2020 16:08 / atualizado em 27/05/2020 17:50

A IBM e a Escola de Negócios e Seguros (ENS) firmaram uma parceria para oferecer cursos on-line, em português, focados em tecnologia e segurança de dados. O início do projeto será em agosto e inclui cursos sobre cibersegurança, ciência de dados e inteligência artificial. As aulas são voltadas para a requalificação de profissionais de diferentes segmentos que desejam aprimorar conhecimentos sobre os temas, otimizando a gestão e tomadas de decisões.

IBM e ENS oferecerão cursos on-line na área de tecnologia para gestores de TI de diversos segmentos(foto: Divulgação/ENS)
IBM e ENS oferecerão cursos on-line na área de tecnologia para gestores de TI de diversos segmentos (foto: Divulgação/ENS)
O projeto usa metodologias ativas e trabalho em equipe para resolução de problemas reais de negócios. A princípio, IBM e ENS projetam capacitar cerca de 900 alunos de perfil executivo. Baseados no programa IBM Skills Academy, que busca criar uma cooperação entre negócios e tecnologia dentro das universidades. 

Alcely Strutz Barroso, líder do programa Globais para a Universidade da IBM na América Latina(foto: Divulgação/IBM )
Alcely Strutz Barroso, líder do programa Globais para a Universidade da IBM na América Latina (foto: Divulgação/IBM )
Alcely Strutz Barroso, líder do programa Globais para a Universidade da IBM na América Latina, explica a importância de cursos como esses. “De acordo com estudo feito pela própria IBM, nos próximos três anos, 120 milhões de profissionais das 10 maiores economias do mundo terão que passar por um processo de treinamento e requalificação como resultado do desenvolvimento em inteligência artificial e novas tecnologias. No Brasil, especificamente, seriam 7,2 milhões”, afirma Alcely Strutz Barroso.

Os treinamentos terão duração de dois meses e são voltados para gestores de TI, dos mais diversos segmentos, que lidam com os impactos de ataques cibernéticos e foco na prevenção e minimização de danos. Procura incluir, não só a iniciativa privada, mas entes governamentais também.

Mario Pinto, diretor de ensino superior da ENS(foto: Divulgação/ENS)
Mario Pinto, diretor de ensino superior da ENS (foto: Divulgação/ENS)
Mario Pinto, diretor de ensino superior da ENS, pontua que esses conhecimentos podem trazer profundas mudanças no mercado. “Ter noções de ciências de dados e inteligência artificial, por exemplo, pode significar grandes avanços nas mais diversas empresas. Já a cibersegurança é um assunto que precisa ser mais entendido e debatido, principalmente entre líderes. Quase 80% das organizações ainda estão despreparadas para responder de forma adequada aos incidentes de segurança cibernética, segundo estudo recente do Instituto Ponemon e encomendado pela área de Segurança da IBM”, afirma Mario Pinto.

Antes e durante o projeto, a IBM vai oferecer conteúdo e capacitar os instrutores com metodologias ativas de forma virtual para que os professores estejam preparados para esta forma de aprendizado totalmente on-line. Por sua vez, a ENS tem como objetivo incorporar o programa em seus cursos, tanto na graduação quanto em pós-graduação e educação continuada.

Parte dos cursos será ministrada na Sala do Futuro, nova plataforma de ensino que será inaugurada pela ENS em sua unidade de São Paulo. Trata-se de uma sala de aula virtual com telas de alta resolução e software de controle on-line e tempo real. Na Sala do Futuro, que é a primeira da América Latina, será possível conectar até 40 pessoas ao mesmo tempo, de qualquer parte do mundo, com mais 30 alunos presenciais.

A seleção dos executivos será feita pela ENS.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade