Ensino_EnsinoSuperior

Professores nomeados em março pedem efetivação; governador promete realizar

Secretário de Educação explicou que o governador entende que a nomeação dos 821 educadores é necessária, principalmente com o retorno das aulas remotas

Eu, Estudante
postado em 26/06/2020 21:04
 (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Na manhã desta sexta-feira (26/6), em ato realizado pelos aprovados em frente ao Palácio do Buriti, o governador prometeu dar posse aos 821 professores nomeados em março deste ano que não puderam tomar posse por causa do Decreto n; 40.572, de 28 de março de 2020, que suspendeu, por tempo indeterminado, a posse e o exercício de candidatos aprovados em concursos públicos no Distrito Federal. O governador pediu três ou quatro dias aos aprovados para realizar a efetivação
Secretário de Educação explicou que o governador entende que a nomeação dos 821 educadores é necessária, principalmente com o retorno das aulas remotas

O secretário de Educação, Leandro Cruz, explicou que o governador entendeu que a nomeação dos professores é muito necessária, tendo em vista o retorno das aulas mediadas na rede pública. Alguns entraves, como a questão da entrega dos exames admissionais, serão solucionados brevemente. Em março, apenas metade dos concursados entregou os exames, que têm validade de 90 dias. Para isso, o governo vai editar norma que resguarde os exames já realizados.

Os serviços de medicina do trabalho do GDF estão suspensos de forma presencial, que obedece a decisão judicial, sendo mais uma questão a ser avaliada para os nomeados que ainda não passaram pela perícia média.

As aulas na rede pública de ensino ficaram totalmente suspensas até 6 de junho, quando a pasta começou a disponibilizar teleaulas para os estudantes. Na segunda-feira (22/4), os estudantes de ensino médio passaram a ter acesso a materiais de estudo por meio da plataforma Google Sala de Aula.

Todos os professores da rede pública voltaram a trabalhar no dia 5 de junho, de forma remota, após cumprirem período de recesso escolar e suspensão das atividades devido à pandemia de covid-19.

No total, já foram nomeados 1.679 professores, desde a homologação do último concurso público realizado para a SEE-DF, que previa 800 vagas para o cargo de professor. Cerca de 2.900 candidatos foram aprovados. A vigência do certame segue até setembro de 2021, mas poderá ser revista após o encerramento do decreto de calamidade pública devido à pandemia de covid-19.

Os novos profissionais vão exercer as funções em teletrabalho enquanto as atividades pedagógicas não presenciais seguirem de forma remota. Eles poderão desenvolver conteúdos para a plataforma Google Sala de Aula, gravar teleaulas ou elaborar material impresso que será entregue aos estudantes

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação