Capes nega que haverá critérios ideológicos na concessão de bolsas de pós-graduação no exterior

A informação tinha sido divulgada por um colunista, mas foi refutada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/01/2019 18:21 / atualizado em 07/01/2019 18:31

Em coluna publicada no último domingo (6), o jornal O Globo informou que a nova gestão do Ministério da Educação (MEC) estuda aplicar critérios ideológicos nos processos seletivos para concessão de bolsas de pós-graduação no exterior. De acordo com o veículo impresso, o critério ideológico seria “eliminatório”. Esse parâmetro poderia ser usado, inclusive, para interromper bolsas já concedidas.

 

Fernando Lopes/CB/D.A Press
 

 

A assessoria de imprensa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), responsável por bolsas de pós-graduação, disse que a informação divulgada na coluna “não procede” e negou que haja qualquer tipo de plano para implementação de padrões ideológicos.


Em nota, a pasta explicou que “os critérios de seleção para bolsas no exterior são públicos e amplamente divulgados de acordo com os editais e regulamentos” e afirmou que “a Capes prima pelo mérito acadêmico e científico, sempre pautado pela qualidade e relevância das propostas.”


O regulamento para concessão de bolsas no exterior foi atualizado pela Portaria 289, publicada no Diário Oficial da União em 2 de janeiro de 2019. Uma das alterações foi no sentido de baixar a idade mínima para receber uma bolsa no exterior, de 21 anos para 18 anos.

Nova gestão no MEC

Contatada pela reportagem, a assessoria de imprensa do MEC orientou que o assunto fosse tratado diretamente com a Capes. O novo ministro da Educação é o colombiano naturalizado brasileiro Ricardo Vélez Rodríguez.


Ele já deu declarações polêmicas, ao afirmar, por exemplo, que combaterá o “marxismo cultural” durante sua gestão — seguindo a mesma linha do presidente da República, Jair Bolsonaro, que afirmou que lutará contra o “lixo marxista” nas escolas.