Auxílio em sala de aula

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/10/2015 12:55 / atualizado em 27/10/2015 13:57


Karem Cristina Oliveira trabalhou três anos como auxiliar (André Violatti/esp. CB/D.A Press)
 

 

Karem Cristina Oliveira trabalhou três anos como auxiliar



O auxiliar pedagógico ou monitor é o profissional que acompanha o professor dentro de sala de aula, oferecendo apoio para as atividades desenvolvidas na educação infantil e no primeiro ciclo do ensino fundamental.  No Distrito Federal, as portarias nº 38 e 117, de 2013, da Secretaria de Educação (SEDF), definem regras para a realização desse trabalho. A partir do berçário 1 até o maternal 2, a presença do auxiliar é obrigatória, variando de dois a três profissionais, conforme a quantidade de crianças aumenta em sala de aula. A formação exigida para atuação na área é o ensino médio completo, mas muitos monitores têm também o curso de auxiliar de creche (leia Para saber mais).

“Os profissionais que atuam na educação infantil necessitam compreender as especificidades da etapa de educação e a concepção da criança como sujeito de direitos e necessidades. Auxiliares pedagógicos devem apoiar no processo do desenvolvimento integral da criança em seus aspectos físico, afetivo, intelectual, linguístico e social, sob a supervisão do professor regente”, explica a coordenadora de Educação Infantil da SEDF, Michelle Abreu Furtado.

Ela destaca a importância de os pais conhecerem e acompanharem o trabalho desse profissional. “Os pais devem participar das reuniões de pais e de eventos pedagógicos da escola, dialogando com todos os envolvidos e também fazendo a escuta sensível dos relatos dos filhos”, sugere.

Karem Cristina Oliveira, 24 anos, é professora do maternal, mas, antes da graduação em pedagogia, trabalhou três anos como auxiliar. “O trabalho em sala de aula é um trabalho em equipe, não dá para fazer sozinha. Hoje, tenho duas auxiliares e reconheço que, sem elas, não conseguiria dar aula”, diz. Karem conta que esse profissional não costuma ser valorizado pelos pais. “Às vezes, o mérito do desenvolvimento da criança vai todo para o professor, mas o auxiliar é importantíssimo.”

Para saber mais

Acompanhando de perto


As atividades básicas e complementares pelas quais o auxiliar pedagógico é responsável dentro e fora de sala de aula incluem executar atividades de cuidado, higiene e estímulo, como uso do sanitário, escovação dos dentes, banho e troca de fraldas; auxiliar o professor na organização da sala e dos materiais pedagógicos do estudante; intervir, sob a supervisão do professor, em situações em que o comportamento do estudante gere risco para si ou para outros; participar das reuniões com pais e responsáveis; orientar e acompanhar os estudantes nos horários das refeições; organizar a mochila dos estudantes e acompanhá-los e supervisioná-los na hora do sono e descanso; apoiar os estudantes com necessidades educacionais especiais.