Redação também exige preparo

Quem está inscrito no Enem deve ler muito sobre política e economia para desenvolver o tema proposto. Candidatos ainda podem se inscrever, até o próximo dia 11, no simulado on-line do Correio Braziliense

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/10/2013 15:05 / atualizado em 07/10/2013 15:56

Iane Andrade/CB/D.A Press
A redação pode fazer a diferença em uma seleção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Um bom texto é tão importante quanto o acerto nas questões objetivas. Para conseguir um resultado satisfatório, no entanto, os candidatos precisam ficar atentos a temas atuais e ler muito sobre política e economia, por exemplo (confira Fique atento). Somado a isso, os estudantes podem se preparar para a prova resolvendo questões típicas da seleção para fixar o conteúdo. Essa combinação, em algumas horas de estudo, pode levar o candidato a ter sucesso no certame, marcado para os próximos dias 26 e 27.


Para ajudar os estudantes a se prepararem para as provas do Enem, o Correio firmou parceria com a IMP Concursos com o objetivo de criar o Simulado CB. O preparatório para o exame ocorrerá nos próximos dias 12 e 13 pela internet. Os candidatos terão quatro horas e meia, o mesmo tempo da prova oficial, para resolver as questões e receberão por e-mail o resultado do simulado com a nota e a classificação geral no ranking de cada matéria. Quem tiver interesse pode se inscrever até o próximo dia 11. Qualquer estudante que estiver inscrito no Enem poderá participar.

As questões serão elaboradas por profissionais renomados do setor. O Enem tem quatro horas e meia de duração nas quais os estudantes devem resolver 90 questões por dia de prova. Na segunda etapa, o aluno precisa desenvolver uma redação. Já no simulado, só há questões objetivas. De acordo com Mônica Braga, professora de redação de curso pré-vestibular, o texto pode ajudar no resultado final do aluno a conseguir uma vaga em um dos 3,7 mil cursos oferecidos pelas universidades do país. “Ela é classificatória, não passa por muitos cálculos e é anexada ao resultado das provas objetivas”, explicou.

Características
Mônica ressalta que, para os candidatos terem sucesso no exame, precisam se preparar também para desenvolver um bom texto. “O aluno precisa conhecer a estrutura da prova. A redação do Enem não tem correção tão criteriosa como o vestibular da Universidade de Brasília, mas possui algumas características específicas. Trabalha com temas políticos, econômicos e sociais”, explicou.

Segundo ela, são questões da nossa sociedade que exigem uma constante atualização do candidato. “Conhecer a Declaração Universal dos Direitos Humanos também é fundamental. O Enem deixa claro que, se for ferido um dos 30 artigos, o candidato tira zero”, completou. No ano passado, 4,1 milhões de pessoas disputaram o Exame Nacional do Ensino Médio. No Distrito Federal, foram 60 mil.

Participe

» Datas do Simulado CB: 12 e 13 de outubro, no site www.simuladocb.com.br
» Inscrições gratuitas até 11 de outubro pelo mesmo endereço eletrônico
» Serão duas provas, assim como no Enem, disponíveis pela internet, das 7h de 12 de outubro até as 23h59 de 13 de outubro
» O candidato terá quatro horas e meia para finalizar cada prova objetiva — mesmo tempo que o ofertado nos dias do teste real, porém sem a redação
» Data da prova do Enem: 26 e 27 de outubro, às 13h

Fique atento

Dicas para fazer a redação do Enem

» O Enem costuma tratar de temas sociais, políticos e econômicos. Por isso, o aluno deve se atualizar constantemente com as notícias em todo o mundo que tratem da sociedade, da política e da economia
» Para falar sobre temas atuais, no entanto, o candidato deve buscar explicações, por meio da leitura, para o que ocorre no mundo hoje
» O aluno deve conhecer a Declaração Universal dos Direitos Humanos
» O edital exige que o aluno saiba: demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa; compreender a proposta de redação; aplicar o conhecimento de várias áreas dentro do tema proposto; defender um ponto de vista com base em fatos, opiniões e argumentos e saber relacionar e interpretar informações; demonstrar domínio dos mecanismos linguísticos; e elaborar proposta de intervenção para o problema abordado