Gerente de interação educacional do Cespe responde a dúvidas sobre o PAS

Confira entrevista sobre os editais e as provas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/09/2013 18:03 / atualizado em 27/09/2013 10:27

Em entrevista, o professor Rogério Basali, gerente de interação educacional do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe), conversou sobre os editais das três etapas do Programa de Avaliação Seriada da Universidade de Brasília (PAS/UnB). Confira:


Gregório Soares/Cespe
Os estudantes podem esperar mudanças nas provas de 2013?
Rogério Basali:
O edital continua basicamente o mesmo dos últimos anos, mas sempre há alterações. Uma mudança que convém destacar é que, a partir de agora, as vagas remanescentes não serão mais disputadas por candidatos do vestibular, mas sim pelos candidatos do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), de acordo com as notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Outra novidade é que a partir deste edital, houve a exclusão da obrigatoriedade de se obter o mínimo de 20% dos pontos das questões discursivas. Mesmo que o candidato zere as perguntas tipo D, ele ainda vai continuar na disputa. E a redação, desde 2010, não é apenas eliminatória, mas sim classificatória.

Alunos e professores reclamam que o edital do PAS é publicado mais tarde a cada ano. O que você pode comentar sobre isso?
RB:
Não houve atrasos e estamos dentro do cronograma previsto. A preocupação dos candidatos não tem relação com a prova em si ou com a preparação para ela. As orientações de estudo não têm nada a ver com o edital, pois ele só estabelece como e quando serão as provas e as inscrições. Os alunos estão, na verdade, preocupados com a participação em vestibulares de outros estados e com a marcação de viagens de férias. Isso não tem impacto negativo no aspecto pedagógico. Além do mais, a matriz de estudos é disponibilizada no site do Cespe no início de cada ano. Lá estão indicadas as obras cobradas nas provas. Por isso, os estudantes não precisam esperar a publicação do edital para começarem a estudar.

Às vezes, os alunos têm medo de que os livros abordados no certame sejam alterados. Isso pode ocorrer?
RB:
Não. O Cespe não faz mudanças para o mesmo ano, as alterações sempre são divulgadas no ano que antecede a publicação do próximo edital. Qualquer mudança só vale a partir do próximo ano pra que escolas, professores e alunos possam se adequar. Por isso, ninguém precisa ficar nervoso esperando a publicação do edital. Se os alunos ficam ansiosos é devido a orientações equivocadas de colégios e professores.

Qual a expectativa para o número de inscrições no PAS em 2013?
RB:
Esperamos que as inscrições dos alunos das escolas públicas aumentem, porque nós fizemos um trabalho intenso para divulgar as cotas para escolas públicas, que são uma novidade. Mais inscrições poderão ser feitas, porque os estudantes da rede pública começam a enxergar no PAS uma oportunidade mais acessível.