Publicidade

Correio Braziliense

Segundo dia do Sisu bate recorde histórico de inscrições por minuto

Foram 7 mil registros a cada 60 segundos! Até o momento, são mais de 2 milhões de inscrições e 70% dos acessos são feitos por celular


postado em 22/01/2020 15:31 / atualizado em 22/01/2020 15:48

Em vídeo divulgado no Twitter do Ministério da Educação (MEC), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirma que, até o momento, já foram registradas mais de 2 milhões de inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). No total, foram mais de 1,1 milhões de pessoas inscritas. Os números diferem porque cada candidato pode escolher até duas opções de curso para concorrer.

 

Segundo o ministro, 70% dos acessos foram feitos por meio de dispositivos móveis, motivo pelo qual o número de inscrições foi tão alto. "Conseguimos bater o recorde histórico de 7 mil inscrições por minuto”, comemorou Weintraub.

 

Confira o vídeo:

 

Até às 6h50 de hoje, o site do Sisu já havia registrado mais de 993.311 de inscritos e mais de 1,8 milhões de inscrições. O período de inscrições fica aberto até as 23h59 de domingo (26/1) pelo site.

 

O Sisu é a principal forma de acesso ao ensino superior público com uso da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para concorrer, é preciso não ter zerado a redação do Enem na edição de 2019. Inicialmente, a data final de inscrições seria sexta-feira (24/1), mas o prazo foi prorrogado após problemas na correção das notas do Enem.

 

Os resultados serão divulgados em 28 de janeiro. Neste semestre, o programa oferece 237.128 vagas em 128 instituições de ensino superior públicas de todo o país no site.

 

Problemas no acesso

Desde o dia que começaram as inscrições para o Sisu, vários estudantes relataram problemas no site para fazer a inscrição. Abraham Weintraub disse que a lentidão no site foi causada pela mudança de sistema, que agora tem armazenamento em nuvem e não mais em pasta, como foi em até 2019. “Como tinha que fazer essas adaptações aos softwares do Sisu para entrar na nuvem, a gente viu essa lentidão de ontem”, justificou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade