Publicidade

Correio Braziliense

Escs retira a bonificação para alunos de escolas do DF no Sisu

Na sexta-feira (26), um desembargador do TJDF derrubou a liminar vigente e deu à instituição o poder de decidir dar vantagem ou não a estudantes da capital federal


postado em 29/01/2018 17:51 / atualizado em 29/01/2018 20:48

A Escola Superior de Ciência da Saúde (Escs) decidiu não bonificar com 10% a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de candidatos inscritos para ampla concorrência e que tenham cursado integralmente os ensinos fundamental e médio em escolas do Distrito Federal. A decisão de conceder o benefício é da própria instituição, que foi liberada para tomar a atitude que achasse conveniente por um desembargador

 

A Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs) afirma que a Escs não terá bonificação neste ano (foto: Carlos Moura/CB/D.A Press)
A Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs) afirma que a Escs não terá bonificação neste ano (foto: Carlos Moura/CB/D.A Press)

 

Antes disso, quando a instituição anunciou a bonificação, isso foi questionado judicialmente: o estudante Vinícius Lavorato, 23 anos, entrou com mandado de segurança para barrar a vantagem. Em 17 de janeiro, a juíza Indiara Arruda de Almeida Serra, da 7ª Vara da Fazenda, concedeu liminar favorável a Vinícius. Mas, na tarde da última de sexta-feira (26), o desembargador Arnoldo Camanho, da 4ª Turma Cível, suspendeu a liminar. 

 

Nesta segunda-feira (29), a Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs) anunciou que vai suspender a bonificação em 2018 por decisão do Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe/Escs). O autor do mandado de segurança, Vinícius Lavorato foi aprovado em segundo lugar no curso de medicina da Escs, com 807,74 pontos, pelo Sisu. Como não tinha cursado todo o ensino básico em escolas do DF, o candidato não passaria, caso a bonificação estivesse valendo. “Eu estou muito feliz! Fiquei bem satisfeito com o resultado da ação. Eu não teria a menor chance de concorrer caso a bonificação fosse aprovada. E se, no ano que vem, essa decisão voltar, alguém que se sentir prejudicado pode entrar com um processo também”, comenta Vinícius.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
MEC mantém Maurício Vieira no Cefet-RJ 19:39 - 20/08/2019 - Compartilhe

MEC mantém Maurício Vieira no Cefet-RJ