Publicidade

Correio Braziliense GUIA DE CONCURSOS

Você quer uma das 220 vagas do CRO-GO? Confira dicas

O concurso do Conselho Regional de Odontologia de Goiás seleciona candidatos de níveis médio, técnico e superior. Os salários podem chegar a até R$ 5,8 mil


postado em 25/06/2019 14:00 / atualizado em 23/06/2019 18:59

Num cenário com escassez de certames, concurseiros têm ampliado o escopo de apostas e passam a concorrer também a seleções fora de Brasília. É o caso do edital do Conselho Regional de Odontologia de Goiás (CRO-GO), que oferece 220 vagas para sete cargos de níveis médio, técnico e superior. Do total de oportunidades, 15 são reservadas para pessoas com deficiência e 44 para candidatos que se autodeclaram negros. Confira a distribuição de vagas: assistente administrativo (50), fiscal regional (25), técnico de fiscalização (45) técnico de informática (25), auditor de controle interno (25), contador (25) e fiscal (25).
 
 
Bruna quer uma vaga de assistente administrativo (foto: Arquivo Pessoal.)
Bruna quer uma vaga de assistente administrativo (foto: Arquivo Pessoal.)
 
Os aprovados serão convocados para trabalhar na sede administrativa da entidade, em Goiânia, e em unidades Rio Verde, Anápolis, Luziânia, Catalão, Itumbiara, Ceres e Porangatu. A remuneração varia entre R$1.549 e R$ 5.828. O responsável pelo concurso é o Instituto Quadrix. A prova objetiva terá 120 questões de certo e errado de conhecimentos básicos (língua portuguesa, noções de informática, raciocínio lógico e matemático e atualidades), conhecimentos complementares (ética no serviço público e legislação) e conhecimentos específicos de acordo com cada cargo. Todos os candidatos também farão a avaliação discursiva, que consiste em uma redação de 30 linhas.

Quero uma vaga

 

Bruna Lanne Pereira, 38 anos, vai concorrer ao cargo de assistente administrativo, que é de nível médio. “Eu estou estudando há um bom tempo, por causa de outros concursos, como o da Polícia Civil e o da Prefeitura de Goiás. Muitas pessoas me influenciaram a me inscrever”, relata. Ela atua como telefonista terceirizada no CRO-GO e aproveitará a chance para tentar se tornar funcionária efetiva. 
 
 
 
 
“Creio que tenho muitas chances. Eu convivo com o CRO todos os dias, tenho experiência com a instituição, conheço a legislação envolvida”, diz. Apesar disso, ela não deixa de estudar. “Procurei sobre o código de ética e os informativos. Também estou bem atenta ao edital. É necessário muita disciplina para passar”, analisa. Bruna concorrerá dentro das cotas para pessoas com deficiência. “Eu tenho dislexia, dificuldades de aprendizagem e má formação congênita na bacia”, explica a graduada em turismo e hotelaria.

Legislação

 

Em uma videoaula, o professor Ismael Noronha, do Gran Cursos On Online, dá dicas sobre a legislação aplicada ao CRO-GO. “As bancas vão cobrar essas leis de uma forma literal, ou seja, eles vão copiar e colar na prova. Mudando uma besteirinha ou outra para te pegar”, afirma. A outra observação dele é sobre a revisão. “Você precisa ter responsabilidade de ler a legislação pelo menos três vezes antes do exame, porque deve se familiarizar com a legislação. Leia para conseguir lembrar os detalhes na prova”, aconselha. Ismael pondera que não é preciso saber nada de odontologia para se dar bem. “Não se preocupe, as leis tratam sobre a organização, competências e do Conselho Regional de Odontologia. Não precisa saber nada especificamente da área”, explica. Ele destaca a Lei nº 4.324/1964, que instituiu o Conselho Regional de Odontologia de Goiás e o Decreto nº 68.704/1971, que regulamenta essa lei. Para assistir à videoaula, acesse.

Informática

 

Professor de informática do Direção Concursos, Victor Dalton observa que o edital não traz muitos detalhes sobre a matéria dele, o que pode deixar o concurseiro meio perdido. “É normal algumas bancas não descreverem os tópicos. A melhor forma de estudar é se basear em um material direcionado e fazer bastante exercício para saber o perfil da banca e possíveis temas que cairão”, afirma ele, que é engenheiro da computação pelo Instituto Militar de Engenharia (IME). Victor informa que nem todos os assuntos listados no edital devem cair, pois a ementa é longa, mas há poucas questões. 
 
“Eu recomendo a leitura completa. Uma vez que o tempo até a prova é exíguo e o conteúdo é muito longo”, explica. “Para quem tem dificuldade, é uma boa saída a utilização de videoaulas com conteúdo voltado para essa seleção”, afirma. “Estude bem os temas mais queridos do momento pelos processos seletivos, como segurança da informação e as ferramentas relacionadas ao uso da internet (busca do Google e navegadores web),” sugere. “Caso o candidato tenha pouco tempo, ele pode arriscar deixar de lado alguns assuntos, como Office e Windows, mas não esses primeiros.”

Realidade de GO

 

A disciplina atualidades cairá nas provas de todos os cargos. Segundo Jefferson Urani, graduado em geografia pela Universidade de Brasília (UnB), nenhuma matéria deve ser deixada para escanteio, muito menos essa. “Normalmente, cobra-se de três a cinco questões dessa disciplina”, ressalta. “Nos concursos de Goiás, caem história, geografia e contexto sociais desse estado”, destaca. Assim, candidatos do DF, menos familiarizados com essa realidade, precisam estudar com mais afinco. Jefferson, que dá aulas no IMP Concursos, explica que o melhor é ter aulas, presenciais ou on-line, e usar apostilas e livros específicos.

A nossa língua

 

Português é uma das matérias mais temidas em qualquer concurso. “Creio que o grande drama é a fragilidade da formação da pessoa. Nem sempre decorar a nomenclatura gramatical será suficiente”, afirma Ênio César de Moraes, professor de português da rede pública do DF e coordenador do Colégio Presbiteriano Mackenzie. Ele ressalta o que se pode esperar do teste. “Na prova, pode haver vocabulários que você desconhece, textos complexos e que exijam muita interpretação. A banca pode pedir para trocar as palavras e questionar se a frase perdeu coerência ou coesão”, analisa.

Segundo o graduado em letras pelo Centro Universitário de Brasília (UniCeub), é essencial abrir o leque de leitura, por meio de revistas, jornais e livros, para absorver mais termos novos e melhorar a compreensão dos textos. “De uma maneira mais prática, você pode fazer exercícios das provas passadas para saber o perfil da banca, o que ela cobra e quais palavras costuma usar. Caso não entenda um conteúdo, peça ajuda para alguém mais qualificado”, diz o mestre em educação pela Universidade Católica de Brasília (UCB).

O que diz o edital

 

Conselho Regional de Odontologia de Goiás
Inscrições: até 8 de julho no site www.quadrix.org.br, acesse o edital em bit.ly/2XhcjO9
Taxa: R$ 55 (níveis médio e técnico) e R$ 70 (nível superior)
Vagas: 220
Salários: entre R$1.549 e R$ 5.828
Provas: 4 de agosto
Local: Goiânia (GO)

Cargos e remunerações
Nível médio: assistente administrativo (R$ 1.549), fiscal regional (R$ 2.260) e técnico de fiscalização (R$1.549)
Nível técnico: técnico de informática (R$ 1.908), para pessoas com curso técnico em tecnologia da informação
Nível superior: auditor de controle interno (R$ 3.114), para graduados em qualquer área; contador (R$ 5.828), para graduados em ciência contábeis; e fiscal (R$ 3.183), para graduados em odontologia

 
Passe bem / Informática

Julgue o item:
Um firewall é um programa ou equipamento, fornecido por algumas empresas de segurança da informação, que realiza filtragem de pacotes em uma rede. No entanto, ele não é considerado como fundamental para a segurança do computador, enquanto software, quando instalado no sistema operacional.

Comentário:
Um firewall é um software, ou um misto de hardware e software, que protege a rede de tráfego malicioso. A sentença dá a entender que o firewall não seria fundamental para a segurança do computador, portanto é errada.

Questão retirada do concurso de Conselho Regional de Psicologia da 12ª Região, aplicado em 2018 pelo Instituto Quadrix, comentada pelo professor Victor Dalton


Gabarito: errado 

 

*Estagiária sob supervisão da subeditora Ana Paula Lisboa

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
vagas de estágio e aprendiz estão abertas 07:00 - 15/12/2019 - Compartilhe

vagas de estágio e aprendiz estão abertas

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
MEC lança diploma digital 20:01 - 10/12/2019 - Compartilhe

MEC lança diploma digital