Trabalho e Formacao

O papel do RH na área de saúde

postado em 10/05/2020 04:21
Trabalhadores encaram uma verdadeira luta pela vida a cada dia

Patricia Pousa, professora do Institute Business Education (IBE), da Fundação Getulio Vargas (FGV), analisa como a área de gestão de pessoas deve agir dentro de hospitais e outras instituições de saúde.

Planejamento integrado
Com o envolvimento de todo o time, é necessário um plano de ação ;vivo;, mutável e com acréscimo de linhas nas planilhas de mais ações, detalhamentos e mudanças acrescentados diariamente, às vezes, em questão de horas.

Novas contratações
Após esta largada, um esforço gigantesco para captação de novos colaboradores, por meio de várias iniciativas e ferramentas, buscando os muitos profissionais no mercado com as competências para compor o quadro de pessoal.

Fiscalização
Monitoramento diário da taxa de ocupação do serviço, complexidade dos pacientes e performance dos colaboradores, num trabalho de grande engajamento e com a expertise da enfermagem, processos de apoio e da área da qualidade e segurança do paciente.

Treinamento
Treinar, treinar e treinar os recém-contratados e o quadro de colaboradores existentes. Utilizam-se, para isso, técnicas e ferramentas diversas, tais como treinamentos presenciais, práticos, informativos em murais, vídeos, plataformas e sempre procurando avaliar a eficácia desses treinamentos.

Permear a nova realidade
O Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) reafirma o papel fundamental e escopo intenso para garantir entendimento e adequação nos fluxos de dimensionamento, entrega e orientação de EPIs, com a implantação e regulação de fluxos e acesso dos profissionais para tratar e prevenir a saúde, tanto os que se apresentam sintomáticos quanto os assintomáticos com relação à covid-19.

Saúde mental
A definição do Programa de Saúde Mental a todos os profissionais de saúde com ações específicas à pandemia é crucial com apoio psicológico, espaços de escuta e acolhimentos individuais; consultas on-line para os profissionais que testaram positivo para a doença, espaços de reconhecimento; frases motivacionais; atividades lúdicas; protocolo para acolhimento em casos de óbito.

Estrutura
Adequação e aumento da estrutura de suporte aos colaboradores, tais como locais e espaços de alimentação, de conforto e descanso, vestiários, chuveiros, todos com as devidas orientações de acesso.

Diálogo
Os canais de comunicação e acolhimento, mais do que nunca, ganham papel importante ao acesso e ao alcance de todos os profissionais da saúde, para que recebam continuamente informações claras e transparentes, incluindo boletins epidemiológicos, com a coerência entre o discurso, cultura e valores organizacionais.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação