Trabalho e Formacao

Crescendo apesar da crise

postado em 12/07/2020 04:19




Fundada por Manoela Mitchell, Vinicius Correa e Thiago Torres, a Pipo Saúde é uma startup de gestão de benefícios que nasceu com o objetivo de otimizar e facilitar a relação do RH de empresas com planos e benefícios de saúde. Atualmente, a empresa faz o gerenciamento de serviços para 3 mil pessoas e planeja chegar a mais de 10 mil até o fim de 2020.

Com o avanço da pandemia no Brasil, a startup notou crescimento na busca pelo primeiro plano de saúde empresarial. Manoela Mitchell, CEO da Pipo Saúde, afirma que o número de clientes quase dobrou. ;Desde a pandemia, crescemos cerca de 100%. Então, para nós, apesar de ser um momento delicado economicamente para o país, temos percebido uma demanda crescente, com dois tipos de clientes: empresas buscando o primeiro plano; e empresas querendo otimizar os custos;, pontua.

Sobre os aprendizados que esse período de pandemia trouxe para a empresa, a mestre em finanças pela ESC Toulouse acredita que eles possam ser heranças positivas a serem incorporadas no cenário pós-pandêmico. ;O principal aprendizado foi a importância de se comunicar. A gente também percebeu a importância do convívio social e entendeu como as pessoas, eventualmente, ficam mais psicologicamente suscetíveis por se sentirem muito sozinhas, por exemplo, o que pode trazer perda de produtividade;, descreve.

;A gente tem feito várias pesquisas como um termômetro da empresa e tem agido de maneira mais proativa com pessoas que moram sozinhas para ficarmos mais próximos delas;, conta. Manoella não achava que uma empresa trabalhando totalmente remota, pelo menos nos primeiros anos, poderia dar certo, o que se provou equivocado. ;O mercado de trabalho vai mudar muito;, decreta.

;Eu acho que um aprendizado muito importante, que eu particularmente não achava que era possível há um tempo, é o trabalho distribuído;, diz. ;Falei algumas vezes, quando comecei a empresa, que eu achava que, neste começo, era muito importante a gente estar respirando o mesmo ar, todos juntos para construir a empresa;, relata. ;Tenho certeza de que, quando tudo isso terminar, sairei com a convicção de que dá para ter uma empresa distribuída, com pessoas de vários lugares do mundo e que tenha uma cultura forte e coerente;, conclui.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação