MEC prevê concluir nova política de educação especial até agosto

Essa mudança tem mobilizado entidades, preocupadas com as mudanças que podem ser feitas, como eventual redução da ênfase da inclusão de estudantes com deficiência nas escolas regulares

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/07/2018 12:56 / atualizado em 13/07/2018 21:40

O Ministério da Educação (MEC) está discutindo uma revisão da Política Nacional de Educação Especial e prevê concluir o novo plano até o próximo mês. Essa mudança tem mobilizado entidades, preocupadas com as mudanças que podem ser feitas, como eventual redução da ênfase da inclusão de estudantes com deficiência nas escolas regulares.

O MEC, em nota, disse que é necessário atualizar a política, alterada pela última vez em 2008, para adequá-la às "novas legislações e terminologias decorrentes dos últimos dez anos". Para a revisão, foram contratadas consultorias especializadas, que por dois anos percorreram todas as regiões do País para identificar as demandas. A pasta não informou quais são as novas diretrizes que podem vir a ser adotadas.

Entre os pontos identificados, está o baixo porcentual de crianças matriculadas no Atendimento Educacional Especializado (AEE) - só 37,6% das que têm deficiência. Para especialistas, no entanto, nem todo aluno com necessidade educativa especial precisa, necessariamente, do AEE e não deve haver um sistema paralelo ao regular.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.