Publicidade

Correio Braziliense EDUCAÇÃO »

A receita dos primeiros

Os estudantes com melhor desempenho nos câmpus Darcy Ribeiro, do Gama e de Planaltina revelam a rotina de estudos que resultou na aprovação para a Universidade de Brasília pelo Programa de Avaliação Seriada


postado em 08/01/2015 11:01 / atualizado em 08/01/2015 11:06

Lorenzo Dino, 18 anos, foi o primeiro colocado no Darcy Ribeiro: cursará medicina(foto: Carlos Moura)
Lorenzo Dino, 18 anos, foi o primeiro colocado no Darcy Ribeiro: cursará medicina (foto: Carlos Moura)
Os primeiros colocados no Programa de Avaliação Seriada (PAS) da Universidade de Brasília (UnB) têm em comum o gosto pelo estudo. Para alcançar com sucesso os objetivos traçados, eles não se limitaram às salas de aula. Mergulharam nos livros. Mas não foi somente essa atitude que contribuiu para o resultado da última terça-feira. Além das horas de dedicação ao conteúdo, para eles é importante ler jornais e revistas, inteirar-se de assuntos atuais e, principalmente, fazer as provas de seleções passadas.

O estudante com o melhor desempenho no Câmpus Darcy Ribeiro (Plano Piloto) traçou uma rotina de estudos por conteúdo para conseguir a aprovação em medicina. A cada dia, Lorenzo Leite Dino, 18 anos, definia uma matéria para estudar e só parava após concluir toda a leitura e os exercícios determinados antes do início das atividades. Chegou a estudar 10 horas seguidas em um dia. “Fiz várias provas de anos anteriores. Saber responder os testes também é um diferencial. Fiz todos os que achei no site. Prestava bastante atenção nas questões que não acertava. Afinal, a gente também aprende com os erros, né?”, disse o ex-estudante do Sigma da Asa Norte.

Alanah Lopes, 17, conseguiu o melhor desempenho do câmpus de Planaltina (foto: Arquivo Pessoal)
Alanah Lopes, 17, conseguiu o melhor desempenho do câmpus de Planaltina (foto: Arquivo Pessoal)
 

 

Filho de professores da rede pública de ensino, Lorenzo contou com uma boa formação educacional e com o apoio dos pais para se dedicar à aprovação na UnB. “Prestava atenção no que os professores falavam em sala de aula e, depois, estudava em casa. Nunca fiz cursinho”, relatou o jovem. O maior incentivo para se dedicar ao PAS foi o curso que escolheu fazer. “Sabia que precisava de uma nota alta para ser aprovado em medicina. No primeiro ano, tirei 62 pontos. No segundo, quando resolvi que queria ser médico e intensifiquei a rotina, alcancei a média de 80 pontos. Ainda não sei como fui na terceira etapa, mas acredito ter ido bem. Não esperava ser o primeiro do Darcy Ribeiro”, disse.

Esforço
Para o primeiro colocado no câmpus da UnB no Gama, Ian Rodrigues Massa, 17 anos, não há uma fórmula mágica para se dar bem nas provas. Tudo depende do esforço do candidato. Morador de Coronel Fabriciano (MG), o jovem aprovado para o curso de engenharia não se contentava apenas com as aulas pela manhã. A tarde era dividida em duas sessões de estudos, com um pequeno intervalo entre elas. À noite, não havia descanso. Ian assistia às aulas de um curso preparatório. No sábado, mais aula e simulado, uma oportunidade para testar os conhecimentos. “Aos domingos, costumava descansar. Tem que haver um equilíbrio para não chegar ao fim do ano e não ter paciência para fazer a prova”, disse. Além do conteúdo, ele dedicava algum tempo à leitura de jornais e revistas.

Para Ian, além da preparação, é fundamental saber fazer a prova. “Para o PAS, principalmente, a gente tem que saber resolver as questões. É um exame longo e muito diferente dos outros. Os conteúdos não são separados”, comentou. Com tanta dedicação, o resultado logo apareceu. Desde o primeiro ano do ensino médio, Ian foi aprovado em cinco universidades federais. “Brasília, com certeza, é uma opção para mim. Adoro a cidade, e a UnB é uma das mais renomadas do país. Mas não sei se vou fazer cursinho para tentar uma vaga no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA)”, contou.
Outro ponto importante para alcançar o resultado é o apoio da família. Ele sempre foi cobrado e incentivado pelos pais e pela escola. “Por isso, adquiri essa responsabilidade para estudar. O colégio onde estudei é difícil e precisava tirar notas boas.”

Maior nota do câmpus do Gama, Ian Massa, 17, já foi aprovado em cinco universidades (foto: Arquivo Pessoal)
Maior nota do câmpus do Gama, Ian Massa, 17, já foi aprovado em cinco universidades (foto: Arquivo Pessoal)
 

 

Primeira colocada no câmpus de Planaltina, Alanah Ahmad Lopes, 17 anos, também dedicou muitas horas aos estudos. “Sempre frequentei todas as aulas, nunca faltava. Acho que isso foi fundamental para ser aprovada”, apontou ela, que ingressou no curso de ciências naturais. Além das horas no colégio — ela sempre frequentou escolas públicas —, dedicava boa parte da tarde para rever o conteúdo, assistir a filmes e documentários e navegar pela internet. “Ajudou bastante buscar assuntos da atualidade e informações adicionais, principalmente para fazer a redação”, disse. Para ela, a melhor estratégia é traçar objetivos. “Sempre quis a UnB. Coloquei essa meta na minha frente e segui”, completou.


Fique atento

PAS 3ª etapa:
» Os aprovados na 3ª etapa do PAS, em primeira chamada, deverão fazer o registro acadêmico em 26 e 27 de janeiro
» A listagem da 2ª chamada será publicada em 2 de fevereiro

PAS 1ª e 2ª etapas:
» Resultado provisório dos itens do tipo D e da redação em língua portuguesa: 11 de fevereiro, a partir das 19h
» Boletim de desempenho individual: 28 de março

Prouni
» Inscrições têm início no dia 26 e vão até 29 de janeiro
» Primeira chamada em 2 de fevereiro


Sai o edital para o Sisu

A UnB vai oferecer 1.982 vagas em 88 cursos de gradução para os candidatos que se inscreverem no Sistema de Seleção Unificada do Ministério da Educação (Sisu/MEC). O edital para o preenchimento de oportunidades no primeiro semestre de 2015 foi divulgado ontem pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe). Os interessados usarão as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014. As inscrições para o Sisu vão de 19 a 22 de janeiro, no site sisu.mec.gov.br. Os interessados poderão participar da seleção por meio de três sistemas: o universal, o de cotas para alunos de escolas públicas e o de cotas para negros. O resultado da seleção será divulgado nas páginas do Sisu, do Cespe e das instituições participantes em 26 de janeiro.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade