Publicidade

Correio Braziliense

UnB divulga lista dos aprovados na 1ª chamada do vestibular 2019

Candidatos devem fazer matrícula on-line a partir de terça-feira (9)


postado em 08/07/2019 16:14 / atualizado em 08/07/2019 21:50

Veteranos e candidatos fazem a festa no Teatro de Arena do câmpus Darcy Ribeiro(foto: Clara Lobo/Esp. CB/D.A Press)
Veteranos e candidatos fazem a festa no Teatro de Arena do câmpus Darcy Ribeiro (foto: Clara Lobo/Esp. CB/D.A Press)
O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) divulgou, nesta segunda-feira (8), os selecionados na 1ª chamada do vestibular tradicional da Universidade de Brasília (UnB). Confira a lista dos aprovados. Foram 2.252 aprovados em 98 cursos de graduação em todos os câmpus da instituição.

A festa com ovos, tinta e farinha começou!(foto: Clara Lobo/Esp. CB/D.A Press)
A festa com ovos, tinta e farinha começou! (foto: Clara Lobo/Esp. CB/D.A Press)
 
Candidatos continuaram conferindo o nome da lista mesmo depois de escurecer(foto: Tayanne Silva e Clara Lobo/Esp. CB/D.A Press)
Candidatos continuaram conferindo o nome da lista mesmo depois de escurecer (foto: Tayanne Silva e Clara Lobo/Esp. CB/D.A Press)

Depois do resultado, começa a fase de registro acadêmico. A Agenda do Calouro do 2º semestre 2019 já está disponível e traz os prazos de registros presencial e on-line. Os aprovados precisam se inscrever na etapa virtual entre esta terça-feira (9) e sexta-feira (12). A matrícula presencial será entre quinta-feira (11) e sexta-feira (12). Tanto o registro a distância quanto o físico são obrigatórios e um não substitui o outro. 
 
Ver galeria . 15 Fotos Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press
(foto: Clara Lobo/Esp.CB/D.A Press )
 

Calouros comemoram

 
Gustavo Rocha, 18 anos, é um dos mais novos calouro de psicologia e passou por meio de cotas para negros. "Eu estou tão feliz que nem consigo falar", disse.
 
O jovem fez o ensino médio no Centro Educacional Católica de Brasília e terminou a educação básica em 2018.
 
Gustavo passou para psicologia(foto: Tayanne Silva/Esp. CB/D.A Press)
Gustavo passou para psicologia (foto: Tayanne Silva/Esp. CB/D.A Press)
 
 
Pablo Matheus da Silva, 19 anos, passou para direito. Ele terminou o ensino médio em 2017 no Centro de Ensino Médio do Núcleo Bandeirante (CEMNB) e fez cursinho no Galt e no Exatas.
 
"Não sou uma pessoa muito chorona, mas, quando vi o resultado, eu chorei", emociona-se. "Este foi o meu segundo vestibular e valeu o esforço. Eu acordava às 3h para estudar e ia para o cursinho às 6h”, afirma.
 
Pablo vai cursar direito na UnB(foto: Clara Lobo/Esp. CB/D.A Press)
Pablo vai cursar direito na UnB (foto: Clara Lobo/Esp. CB/D.A Press)
  
 
Rafaela Krauspenhar, 20 anos, passou em direito por meio de cotas para alunos de escolas públicas. A jovem terminou ensino médio no Centro de Ensino Médio Setor Oeste.
 
"O sentimento é inexplicável e uma sensação muito boa. Meus pais sabem e ficaram gritando, felizes", afirma. Rafaela é filha de um aposentado e de uma corretora de imóveis.
 
Rafaela está feliz por ter sido aprovada para estudar direito(foto: Tayanne Silva/Esp. CB/D.A Press)
Rafaela está feliz por ter sido aprovada para estudar direito (foto: Tayanne Silva/Esp. CB/D.A Press)
 
 
Gabriel será calouro de medicina(foto: Tayanne Silva/Esp. CB/D.A Press)
Gabriel será calouro de medicina (foto: Tayanne Silva/Esp. CB/D.A Press)
Gabriel Rebouços de Lima, 18 anos, se inscreveu para medicina no sistema de cotas para alunos de escolas públicas e ficou muito feliz de ter sucesso na empreitada.
 
"Fiz cursinho gratuito no Galt! Foi uma luta, eu estudava das 7h às 22h", conta o jovem, em lágrimas. O jovem é filho de um pedreiro e de uma vendedora de cosméticos. "Estudei no CED (Centro Educacional) 6 de Ceilândia com muito sacrifício."  
  
Além de aprovados no vestibular, quem passou para a UnB por meio de outros caminhos também veio comemorar.
 
É o caso de Renata Nolêto, 21 anos, que cursava medicina veterinária no Centro Universitário de Brasília (UniCeub) e foi aprovada para continuar a mesma graduação na UnB por meio de transferência.

Kamylla é a primeira de sua família a entrar numa universidade pública(foto: Ana Isabel/Esp. CB/D.A Press)
Kamylla é a primeira de sua família a entrar numa universidade pública (foto: Ana Isabel/Esp. CB/D.A Press)
Aprovada para letras - português, Kamylla Bianca Costa , 22, mora em Santa Maria e terminou o ensino médio em 2014, no Centro de Ensino Médio 404. A jovem passou por meio do sistema de cotas para alunos de escolas públicas.
 
"Sou a primeira da minha família a entrar em uma universidade pública. Espero me encontrar em letras", relata ela, que é filha de vigilantes.
  
Victor Luiz Sá Teles, 18 anos, passou em engenharia ambiental pelo sistema universal. "Estudei no Único e fiz cursinho lá mesmo. Eu estou 'de boas' por passar", diz.
 
"Não era bem o que eu queria, pois ainda não tinha decidido totalmente o que quero da vida, mas tentei mesmo assim", afirma o morador da Asa Norte. O jovem é filho de um empresário e de uma advogada. 
 
Júlia é a primeira da família a ingressar numa faculdade(foto: Ana Isabel/Esp. CB/D.A Press)
Júlia é a primeira da família a ingressar numa faculdade (foto: Ana Isabel/Esp. CB/D.A Press)
Júlia Oliveira, 18 anos, passou para relações internacionais por meio de cotas para alunos de escolas públicas.
 
Ela mora no Cruzeiro e terminou o ensino médio em 2018, no Colégio Militar Tiradentes. A jovem fez cursinho no Exatas por um ano. Passou por cotas de escola pública.
 
"Espero que eu consiga desenvolver a minha dialética e as habilidades em línguas durante a graduação. Eu me identifiquei muito com o curso", conta Júlia, que é filha de um policial militar e de uma massoterapeuta. Ela é a primeira da família a entrar em uma universidade. 

Júlio Bellinello, 17 anos, passou em engenharia mecânica pelo sistema universal. 
  
Nicole Larissa, 18, comemora a aprovação em fonaudiologia(foto: Clara Lobo/Esp. CB/D.A Press)
Nicole Larissa, 18, comemora a aprovação em fonaudiologia (foto: Clara Lobo/Esp. CB/D.A Press)
"Eu terminei o ensino médio no Centro Educacional Leonardo da Vinci no ano passado e fiz cursinho também", afirma o morador da Asa Norte", diz. "Estou muito feliz, é uma conquista passar."
 
Artur Piccoli, 18 anos, passou para engenharia de redes pelo sistema universal. O jovem terminou o ensino médio no Colégio Delta de Planaltina. "Eu estou muito feliz. Eu estudava praticamente o dia todo", diz o morador de Planaltina. 
 
Veteranos de relações internacionais recepcionam as calouras Júlia Oliveira, 18, e Marina Soares, 18 (abaixo)(foto: Ana Isabel/Esp. CB/D.A Press)
Veteranos de relações internacionais recepcionam as calouras Júlia Oliveira, 18, e Marina Soares, 18 (abaixo) (foto: Ana Isabel/Esp. CB/D.A Press)
 

Recepção preparada 

A atlética do curso de biologia, Desnaturada, também marcou presença na recepção aos calouros(foto: Clara Lobo/Esp. CB/D.A Press)
A atlética do curso de biologia, Desnaturada, também marcou presença na recepção aos calouros (foto: Clara Lobo/Esp. CB/D.A Press)
 
Veteranos já estão no Teatro de Arena para recepcionar os novos calouros. A Atlética Enfurecida, do curso de enfermagem, é uma das que está no local.
 
Pedro Loiola, 19 anos, aluno do 3º semestre de enfermagem, fará uma recepção calorosa aos recém-aprovados.
 
Pedro Loia, veterano de enfermagem(foto: Tayanne Silva/Esp. CB/D.A Press)
Pedro Loia, veterano de enfermagem (foto: Tayanne Silva/Esp. CB/D.A Press)
 
"Eu faço parte da diretoria da Associação Atlética dos Estudantes de Enfermagem da UnB. O meu objetivo é dar suporte aos novatos e informar sobre o curso", afirma.
 
"Quando passei, eu me senti acolhido e tive o momento de conversar com meus veteranos sobre a profissão. Depois, eu tive a certeza de que queria segui-la." 
   
Bianca Castro, Fernanda Abreu e Cássia Cristina, 18, alunas do 1° semestre de farmácia, do câmpus FCE, vieram recepcionar calouros(foto: Tayanne Silva/Esp. CB/D.A Press)
Bianca Castro, Fernanda Abreu e Cássia Cristina, 18, alunas do 1° semestre de farmácia, do câmpus FCE, vieram recepcionar calouros (foto: Tayanne Silva/Esp. CB/D.A Press)
 
 
Pedro Antonio está na expectativa de ser aprovado para engenharia elétrica(foto: Tayanne Silva/Esp. CB/D.A Press)
Pedro Antonio está na expectativa de ser aprovado para engenharia elétrica (foto: Tayanne Silva/Esp. CB/D.A Press)
O resultado do vestibular ainda nem saiu e já tem candidato se sujando de tinta. Pedro Antonio, 18 anos, concorre a uma vaga para estudar engenharia elétrica e acabou sendo sujado por veteranos.
 
"Achei a prova regular. A minha expectativa é que goste do curso e siga essa carreira", diz. O morador de Águas Claras fez a inscrição no vestibular dentro das cotas de escola pública e terminou o ensino médio no Colégio Militar Tiradentes em 2018.
 
"Eu me preparei muito para o vestibular, geralmente, estudando umas cinco horas por dia", afirma. Ele é filho de um militar e de uma aposentada. 
 
Técnicos do Cebraspe colocam a lista de aprovados no Teatro de Arena da UnB(foto: Tayanne Silva/Esp. CB/D.A Press)
Técnicos do Cebraspe colocam a lista de aprovados no Teatro de Arena da UnB (foto: Tayanne Silva/Esp. CB/D.A Press)
 
 
*Estagiárias sob supervisão da subeditora Ana Paula Lisboa 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

publicidade
publicidade
publicidade
MEC lança diploma digital 20:01 - 10/12/2019 - Compartilhe

MEC lança diploma digital

publicidade
MEC lança diploma digital. Acompanhe ao vivo 15:04 - 10/12/2019 - Compartilhe

MEC lança diploma digital. Acompanhe ao vivo

publicidade
Começa a primeira edição da FeLiB 14:46 - 09/12/2019 - Compartilhe

Começa a primeira edição da FeLiB

publicidade