Publicidade

Correio Braziliense

É cascata! Não há mudança de valor nas multas do Detran

Segundo órgão nacional, todos os anos, a mensagem é repassada por meio das redes sociais. O Holofote fornece a lista com preços corretos

Compartilhar

postado em 18/01/2019 16:07 / atualizado em 18/01/2019 16:57

(foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
(foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
Todo início de ano, o texto é o mesmo: alerta máximo para aumento de impostos e multas, em todos os órgãos e assuntos possíveis. No caso, o alvo foi o Departamento de Trânsito (Detran). A mensagem recebida pelas redes sociais conta com detalhes os tipos de desobediências à lei e a alteração de valores em multas.

Confira o texto recebido pelo Holofote — que já adiantamos: é notícia falsa.

"NOVAS MULTAS VALENDO A PARTIR DE HOJE:
Proibido o uso de películas escuras multa R$ 970.70 (Mais a retirada)
Farol ou lanterna queimada multa R$ 910.15 (Por lâmpada)
Pneus ruins multa R$960.65 (Por cada pneu ruim)
Limpador de vidros multa 
R$ 1.202.12
Carro em estado ruim, multa 
R$ 1.340,89 (+Apreensão do veiculo)
Fumar guiando multa 
R$ 993.70
Não parada para pedestres andando ou não pela faixa, multa R$ 1.358.98
Insultos entre motoristas flagrados por qualquer Agente de Trânsito, multa R$ 907.23
Som alto, NÃO importando o horário, multa R$ 469.73
Rodas com aro maior ou menor que o fabricante do veículo, multa R$ 1.278.66
As Blitzs vão fazer a festa! Muita gente não sabe! Resolução CONTRAN N° 333 de 2016. Fica a dica!
Lembrando a todos - A partir de hoje , valendo em todo o Brasil, os novos valores reajustados das multas de trânsito:
Ser flagrando falando ao celular R$ 1.574,00
Furar SINAL VERMELHO foi de 825,00 para R$ 1.780,00
Ultrapassar em faixa continua ou local proibido agora é 3.915,00
ACABOU A FARRA DAS MULTINHAS DE R$ 68,00 - R$ 485,00 - R$ 925,00
AVISO AOS DESAVISADOS
NOVAS REGRAS DO DETRAN:
A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) só pode ser Renovada durante o prazo de no Máximo 30 dias após o seu vencimento
Após este prazo, a CNH é cancelada automaticamente, e o condutor será obrigado a prestar todos os exames novamente: Psicotécnico, Legislação e o Exame de Rua, igualzinho a uma pessoa que nunca tirou CNH
Tudo isto, sem se falar na multa para tirar novamente a CNH, que fica por volta de R$ 3.200,00, e leva, mais ou menos, de 2 a 3 meses.
REPASSEM  para que ninguém seja pego desprevenido."

No entanto, é tudo mentira, parafraseando Orson Welles. Não é difícil perceber as falhas: linguagem exagerada, muitos erros de português e de digitação e um falso detalhamento. Um exemplo: as multas são divididas em leves, médias, graves e gravíssimas. Em nenhuma parte do texto, esse tipo de diferenciação é colocada. Também existem penalidades que não existem no Código de Trânsito Brasileiro.

No fim, a mensagem afirma que a Carteira Nacional de Habilitação será cancelada se não for renovada no prazo de 30 dias após o vencimento. Na verdade, se for pego dirigindo após esse prazo, o motorista estará recorrendo em uma infração e terá de pagar multa, mas a CNH não é cancelada automaticamente e não será preciso refazer todos os exames — somente aqueles pedidos na renovação.

Sites de checagem, como Boatos.org e Fato ou Fake, fizeram apuração semelhante em outros anos, com o mesmo resultado.

O Holofote mandou uma mensagem para o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) a fim de obter uma confirmação oficial da desinformação contida na mensagem. Ao que tudo indica, o órgão está acostumado a lidar com a demanda. Confira a resposta da assessoria de Comunicação:

"Prezado,
Essa notícia é ‘Fake News’, todo ano ela reaparece circulando pelo WhatsApp."

Para o serviço ficar completo, o Holofote confirmou o valores corretos e os tipos de penalizações aplicadas em situações semelhantes àquelas apontadas pela mensagem falsa — alguns tópicos no texto incorreto sequer existem. Confira:

* Conduzir o veículo com vidros cobertos por películas mais escuras que o permitido, painéis decorativos ou pinturas: R$ 195,23 (Grave, 5 pontos)

* Conduzir o veículo com defeito de iluminação, de sinalização ou com lâmpadas queimadas: R$ 130,16 (Média, 4 pontos)

* Conduzir o veículo em mau estado de conservação comprometendo a segurança: R$ 195,23 (Grave, 5 pontos)

* Conduzir o veículo sem acionar o limpador de parabrisa sob chuva: R$ 195,23 (Grave, 5 pontos)

* Conduzir o veículo com o braço do lado de fora ou com apenas uma das mãos, exceto quando deva fazer sinais regulamentares de braço, mudar a marcha do veículo, ou acionar equipamentos e acessórios do veículo: R$ 130,16 (Média, 4 pontos)

* Dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança: R$ 88,38 (Leve, 3 pontos)

* Deixar de dar preferência a pedestre quando houver iniciado a travessia: R$ 195,23 (Grave, 5 pontos)

* Dirigir ameaçando os pedestres ou os demais veículos: R$ 293,47 (Gravíssima, 7 pontos e suspensão da CNH)

* Dirigir falando ao celular: R$ 293,47 (Gravíssima, 7 pontos)

* Forçar passagem entre veículos: R$ 2.934,70 (Gravíssima, 7 pontos e suspensão da CNH)

* Usar som no veículo em volume não autorizado pelo Contran: R$ 195,23 (Grave, 5 pontos e retenção do veículo para regularização)

* Usar alarme ou aparelho que produza sons e ruído que perturbem o sossego público: R$ 130,16 (Média, 4 pontos)

* Conduzir o veículo com equipamento obrigatório em desacordo com o estabelecido pelo Contran: R$ 195,23 (Grave, 5 pontos e retenção do veículo para regularização)

* Avançar o sinal vermelho do semáforo ou o de parada obrigatória: R$ 293,47 (Gravíssima, 7 pontos)

* Ultrapassar outro veículo pelo acostamento ou em interseções e passagens de nível: R$ 293,47, mas com fator multiplicador 5 chega a R$ 1.467,35 (Gravíssima, 7 pontos)
 

Colaborou Bernardo Bittar 

Etiquetas

Informação comprovadamente verdadeira


Informação parcialmente correta, mas precisa de esclarecimentos


Informação comprovadamente incorreta ou falsa


Afirmação ou dado exagerado coloca em xeque a informação


A fonte se valeu de ferramentas digitais para modificar foto, áudio ou vídeo


Contradição ameaça a credibilidade da informação


A equipe precisa de mais tempo para atestar a veracidade das informações


Faltam dados e fontes capazes de comprovar a informação


Informações conflitantes impedem a comprovação dos dados apresentados


Topo