Publicidade

Correio Braziliense

'Aviso importante': Twitter não limita postagens a 6% dos seguidores

O Holofote entrou em contato com a empresa, que desmentiu a informação

Compartilhar

postado em 05/02/2019 16:02 / atualizado em 05/02/2019 20:10

(foto: Leon Neal/AFP)
(foto: Leon Neal/AFP)

 

Usuários do Twitter amanheceram em rebuliço após rumores tomarem a rede social. Aproveitando que o termo "AVISO IMPORTANTE" estava nos Trending Topics com uma variedade de assunto, alguns perfis começaram a espalhar o boato de que o Twitter estaria limitando o alcance das postagens a apenas 6% dos seguidores de cada conta. O Holofote entrou em contato com a empresa, que desmentiu a informação.

 

Por meio da equipe de comunicação, o Twitter Brasil avisou que não houve mudanças na linha do tempo do usuário. "Nem faz muito sentido com todos os esforços que temos feito de promover cada vez mais as conversas públicas na plataforma", afirmou uma representante da empresa, por telefone.

 

(foto: Reprodução/Twitter)
(foto: Reprodução/Twitter)
Ainda de acordo com o boato, seria necessário curtir e comentar "SIM" em cada tuíte para "melhorar nosso algoritmo e vc começara (sic) a ver nossas postagens". 

 

A atualização mais recente do aplicativo para celulares permite que o usuário escolha rapidamente se quer ver a página inicial em ordem cronológica inversa (o padrão original do Twitter) ou se prefere ver "os mais importantes primeiro". Antes, era possível fazer a alteração só nas configurações da conta.

 

Em junho do ano passado, o Boatos.org, fez checagem parecida. A notícia falsa, no entanto, se referia ao Instagram. O mesmo "aviso importante" afirmava que "o Instagram limitou nossos para que apenas 7% dos nossos seguidores os vejam" e pedia que quem tivesse visto aquele post comentasse "sim".

 

 

Com checagem de Ana Carolina Fonseca 

Etiquetas

Informação comprovadamente verdadeira


Informação parcialmente correta, mas precisa de esclarecimentos


Informação comprovadamente incorreta ou falsa


Afirmação ou dado exagerado coloca em xeque a informação


A fonte se valeu de ferramentas digitais para modificar foto, áudio ou vídeo


Contradição ameaça a credibilidade da informação


A equipe precisa de mais tempo para atestar a veracidade das informações


Faltam dados e fontes capazes de comprovar a informação


↑Topo