Holofote

Coronavírus infectou chineses na Feira dos Importados? Ora, não caia nessa

Ministério da Saúde desmentiu a informação durante entrevista realizada na tarde desta sexta-feira (31/1)

Guilherme Goulart, Maria Eduarda Cardim
postado em 31/01/2020 18:15
Segundo a notícia falsa, dois chineses estariam infectados pelo novo coronavírus, na Feira dos ImportadosEm meio à insegurança e ao medo provocados pelo surto mundial do novo coronavírus, sobrou para a Feira dos Importados, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). Texto que circula nas redes sociais, principalmente no WhatsApp, faz o alerta, em letras garrafais:

Ministério da Saúde desmentiu a informação durante entrevista realizada na tarde desta sexta-feira (31/1)

A fake news foi logo desmentida pelo secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo. Em coletiva realizada nesta sexta-feira (31/1), ele alertou que diversas notícias falsas começaram a se espalhar diante do surgimento do novo coronavírus. "Aqui em Brasília há recomendação para que não se vá à Feira dos Importados, porque tem relação com dois casos notificados no DF. Os casos notificados não têm nenhuma relação com a Feira dos Importados aqui de Brasília", ressaltou Gabbardo.

O Correio chegou a conversar com feirantes do local, que estranharam qualquer informação sobre chineses doentes por ali.

Na mesma entrevista, o Ministério da Saúde desmentiu algumas desinformações que recebeu, reforçando a importância de procurar o site oficial da pasta para informações verídicas sobre modo de transmissão, números de casos e outros pontos. "O Ministério tem dois canais importantes. O http://saude.gov.br/fakenews é onde temos as informações e esclarecemos para população. Além disso, como o WhatsApp é um dos mensageiros mais usados pelos brasileiros, temos o telefone (61) 9.9289.4640", reforçou o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação