Meu lugar

Ceilândia

Patrocínio:

Correio Braziliense

Nos passos do charme

Grupo Pegada Black, com base em Ceilândia, leva o estilo para outras regiões do DF. Projeto também inclui trabalho em escolas


postado em 27/03/2019 07:00 / atualizado em 27/03/2019 15:00

Tatiana e Lu dão aulas do estilo no grupo Pegada Black(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Tatiana e Lu dão aulas do estilo no grupo Pegada Black (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

 
Os passinhos do charme também se espalham por Ceilândia. Um dos principais grupos do Distrito Federal do estilo — que nasceu no Rio de Janeiro nos anos 1980 e voltou aos holofotes recentemente — tem base lá. Na região, a companhia Pegada Black ensaia e transmite para outros locais os conhecimentos sobre a dança.

“A gente tem orgulho de falar que é de Ceilândia. Somos convidados para esses grandes bailes no Plano Piloto e sempre vem alguém perguntar de onde somos e onde ensinamos. Dizemos sempre: ‘Se quiser aprender, vai ter que vir pra cá’”, conta, bem-humorada, a professora de dança Tatiana Assem Haidar, 36 anos.

Assim como na origem, o charme brasiliense — ou melhor, ceilandense! —  mantém a característica de ser empoderador, de valorizar a autoestima e dar voz a grupos periféricos. “A nossa busca é pelo empoderamento dos jovens. É mostrar para eles a ideia de que sozinhos não somos nada”, destaca Tatiana, moradora do Sol Nascente.

“Por meio do charme, a gente muda a atitude e começa a entender o que precisa para enfrentar o mundo. Dou aula para mulheres com histórico de depressão e elas saem dizendo que encontraram outra força para enfrentar tudo”, conta a professora Lu Lemos, 36.

Com o tempo, o grupo —  fundado em 2015 —  começou a levar o projeto para escolas de Ceilândia. No ano passado, foram mais de 33 colégios, onde ministram oficinas de dança, workshops e conversam com crianças e adolescentes.
 

EXPEDIENTE


Diretora de Redação:

Ana Dubeux

Editores executivos:

Vicente Nunes

Plácido Fernandes

Edição:

Mariana Niederauer

Desenvolvimento web:

Christiano Borja

Elielson Ribeiro Macedo

Luiz Filipe Azevedo de Lima