Publicidade

Correio Braziliense

Dalai-lama elogia oferta chinesa

Representantes do líder budista devem se reunir com autoridades chinesas para discutir crise no Tibete


postado em 25/04/2008 18:35 / atualizado em 25/04/2008 18:46

O dalai-lama elogiou hoje (25/04) a oferta chinesa para reabrir as negociações sobre o Tibete depois de quase dois meses de crise. Segundo a agência de notícias estatal chinesa, autoridades se reunirão com representantes do líder budista para retomar o diálogo sobre uma maior autonomia para a região. A decisão assinala uma mudança nas táticas adotadas por Pequim. Desde março, quando os protestos agitaram o Tibete e áreas chinesas de maioria tibetana, as críticas da China ao dalai-lama só aumentavam. O dalai-lama, que fugiu do Tibete depois de uma revolta frustrada contra o comando chinês em 1959, é considerado um traidor pela China e é acusado de ter orquestrado os protestos de março. O Tibete virou exemplo para as manifestações anti-China que tumultuaram o revezamento da tocha olímpica pelo mundo, além de liderar os pedidos de boicote dos líderes mundiais aos Jogos Olímpicos deste ano, em Pequim. A China também está sob pressão internacional para retomar as conversas com os enviados do dalai-lama e dar estabilidade ao Tibete. A tocha olímpica deve desembarcar na província chinesa no começo de maio, para ser levada ao topo do monte Everest. A passagem pela capital do Tibete, Lhasa, deve acontecer em 19 de junho.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade