Publicidade

Correio Braziliense

Raúl Castro consolida reforma na agricultura

 


postado em 02/05/2008 09:50 / atualizado em 02/05/2008 09:54

Presidente cubano transfere controle central para delegações municipais(foto: Sven Creutzmann/AP)
Presidente cubano transfere controle central para delegações municipais (foto: Sven Creutzmann/AP)
O presidente cubano, Raúl Castro, consolidou a descentralização do setor agrícola da ilha com a transferência do controle central para delegações municipais e a eliminação de 104 empresas estatais. O anúncio foi feito nesta quinta-feira pelo jornal oficial Granma. Com a nova estrutura, que tem o objetivo de estimular a produção de alimentos, os produtores privados e de cooperativas estarão sob comando dos municípios. As medidas anunciadas foram o primeiro reconhecimento oficial das reformas que Raúl – que assumiu oficialmente a presidência no lugar de Fidel Castro em fevereiro – vem promovendo no setor, controlado pelo governo central desde a revolução de 1959. O objetivo é transferir todas as decisões relacionadas à produção – desde o uso de terras cultiváveis até a distribuição de recursos e comercialização de mercadorias – do Ministério da Agricultura, em Havana, para instâncias municipais. Preocupado com o aumento de preços e com deficiências que levaram o país a gastar quase US$ 2 bilhões em importação de alimentos no ano passado, Raúl colocou a agricultura como uma de suas principais prioridades de governo. "A produção de alimentos deveria ser a principal tarefa dos líderes do Partido Comunista, que devem ter a consciência de que essa questão, no presente e no futuro previsível, é de máxima segurança nacional", afirmou o líder cubano no início da semana em discurso ao comitê central do partido.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade