Publicidade

Correio Braziliense

Obama conquista candidatura democrata

 


postado em 03/06/2008 23:31 / atualizado em 03/06/2008 23:44

St. Paul, EUA - Depois de 16 meses e 54 prévias, o senador Barack Obama ultrapassou hoje a marca de 2.118 delegados necessária para conquistar a candidatura do Partido Democrata à presidência dos EUA, graças a uma exurrada de apoio de superdelegados e aos delegados que ele conquistou nas últimas primárias, em Dakota do Sul e Montana. Em discurso na noite dessa terça-feira (03/06) em Nova York, Hillary saudou Obama por uma "disputa extraordinária", mas negou-se a reconhecer a derrota, afirmando que decidirá nos próximos dias o que fazer. Após o discurso de Hillary, foi a vez de Obama se pronunciar, discursando para 18 mil partidários em St. Paul, Minnesota. "Hoje acaba uma travessia história e começa outra, uma travessia que trará um novo e melhor dia para os EUA", afirmou Obama. "Hoje já posso dizer a vocês que serei o candidato do partido democrata para disputar a presidência dos EUA." O primeiro negro a ser candidato à presidência do país por um grande partido passou grande parte do seu discurso de vitória elogiando sua rival. "A senadora Hillary Clinton fez história nesta campanha não apenas por ser uma mulher que fez algo nunca antes feito por uma mulher, mas porque ela é uma líder que inspira milhões de americanos com sua força e coragem", disse. Obama quer conquistar os 17 milhões de eleitores que votaram em Hillary durante as primárias e serão essenciais para o candidato democrata nas eleições de novembro. "Nosso partido e nosso país estão melhores por causa dela, e eu sou um candidato melhor porque tive a honra de competir com Hillary Rodham Clinton." Oposição O senador também mostrou qual será o formato de seu discurso contra o adversário republicano, o senador John McCain. "McCain não representa mudança, ele votou com George W. Bush 95% das vezes no Senado, no ano passado; ele oferece mais quatro anos de políticas econômicas de Bush que não conseguiram criar empregos bem remunerados", disse Obama. Leia a cobertura completa na edição impressa do Correio Braziliense desta quarta-feira (04/06)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade