Publicidade

Correio Braziliense

Londres leiloará mais de US$ 1 bi em obras de arte

 


postado em 19/06/2008 10:37 / atualizado em 19/06/2008 10:38

LONDRES - Obras avaliadas em mais de um bilhão de dólares trocarão de mãos nos leilões que começam na próxima semana, em Londres, em um mercado de arte que continua desafiando todos os prognósticos de um colapso iminente devido à crise do crédito. Esta estimativa é a maior para um leilão de arte na Europa, segundo as principais casas de leilões, Christie's e Sotheby's, enfatizando a presença de novos compradores da Ásia, Oriente Médio e Rússia como motivo de aquecimento do mercado. Dez das 56 obras oferecidas pela Sotheby's em seu leilão de arte impressionista e moderna de 25 de junho estão avaliadas em mais de 4 milhões de dólares, entre elas trabalhos de Pablo Picasso, Joan Miró, Maurice de Vlaminck e Alberto Giacometti.b A Christie's oferecerá no dia 24 um total de 81 obras impressionistas e modernas estimadas em 250 milhões de dólares, entre elas Degas, Henri Matisse, Picasso, Camille Pissarro e Henry Moore. O lote mais caro é um óleo de Monet, "Le Bassin aux Nympheas", de 1919, avaliado entre 36 e 48 milhões de dólares. Já a estrela do leilão na Sotheby's é "La Danseuse" (1919), do futurista italiano Gino Severini, que está calculada entre 14 e 20 milhões.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade