Mundo

Pelo menos nove alpinistas morrem durante subida ao K-2

;

postado em 03/08/2008 12:16
ISLAMABAD - Pelo menos nove alpinistas, vítimas da queda de um bloco de gelo, morreram no K-2 (8.611 m), a segunda montanha mais alta do mundo depois do Evereste, localizada no extremo-nordeste do Paquistão. "Posso confirmar nove mortos e três desaparecidos", declarou o diretor da agência Nazir Sabir Expeditions, responsável pela expedição. "Três sul-coreanos, dois nepaleses, um holandês, um sérvio, um norueguês e um paquistanês morreram", destacou Sabir. Um francês, um austríaco e um paquistanês estão desaparecidos. "Esta é a pior tragédia no K2 desde 1986, quando 12 alpinistas morreram", lembrou o guia paquistanês. Mohammad Akram, vice-presidente da organização Adventure Foundation Pakistan, disse que uma operação aérea está em andamento para tentar localizar os desaparecidos. Os alpinistas foram vítimas da queda de um bloco de gelo sexta-feira (01º/08) quando desciam do topo da montanha. O acidente aconteceu em um lugar chamado "Bottleneck", pelo qual os alpinistas precisam passar com a ajuda de cordas. "O acidente poderia ter sido evitado. Essas montanhas atraem muitas pessoas inexperientes e ingênuas", lamentou o alpinista sueco Fredrik Straeng, que participou das operações de resgate. O K-2, uma das montanhas mais perigosas do mundo, foi escalada pela primeira vez até o topo em julho de 1954, pelos alpinistas italianos Achille Compagnoni e Lino Lacedelli.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação