Publicidade

Correio Braziliense

Bush pede liberdade de expressão na China

 


postado em 08/08/2008 08:40 / atualizado em 08/08/2008 08:41

PEQUIM - O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, voltou a pedir "liberdade de expressão" na China, ao inaugurar nesta sexta-feir (08/08) a nova embaixada americana em Pequim."Acredito firmemente que as sociedades que permitem a liberdade de expressão de idéias tendem a ser mais prósperas e mais pacíficas", declarou Bush, horas antes da abertura dos Jogos Olímpicos. "A franqueza é o meio mais eficaz quando as Nações constroem relações baseadas no respeito e na confiança. Continuarei sendo franco a propósito de nossas responsabilidades mútuas globais e quanto a nossa convicção de que todos deveriam ser livres para dizer o que pensam e praticar a religião que querem". Bush também elogiou "esta antiga civilização, com uma história grandiosa", e destacou que a nova embaixada dos Estados Unidos em Pequim é um "impressionante complexo", que reflete "a importância de nossas relações com a China". Na quinta-feira, Bush manifestou sua "profunda preocupação" pela falta de liberdade religiosa e respeito aos direitos humanos na China, e Pequim reagiu afirmando que se opõe "energicamente a qualquer declaração ou ação que interfira em seus assuntos internos...". No discurso da véspera, Bush destacou que "os Estados Unidos acreditam que o povo da China merece a liberdade fundamental, que é o direito natural de todos os seres humanos", e criticou energicamente à "detenção de dissidentes políticos, defensores dos direitos humanos e militantes religiosos na China". Bush, que em algumas horas assistirá à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, será recebido no sábado por seu homólogo chinês, Hu Jintao. Durante sua visita de quatro dias à China, Bush assistirá ainda a uma celebração em uma igreja protestante, quando defenderá a liberdade religiosa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade