Publicidade

Correio Braziliense

Confira cronologia dos furacões no Caribe

 


postado em 30/08/2008 09:36 / atualizado em 30/08/2008 09:39

O furacão Gustav começou como uma tempestade tropical, mas cresceu ao chegar perto da região do Golfo do México. Os fortes ventos podem provocar estragos em Cuba, Jamaica e no sul dos Estados Unidos. O fato ocorre exatamente três anos depois da tragédia de Katrina em Nova Orleans. Confira aqui quais foram os furacões mais destrutivos no Caribe, América Central, EUA e Golfo do México desde 1980:

29 de agosto de 2005
O furacão Katrina matou 1.500 pessoas e destruiu a cidade de Nova Orleans, na Louisiana. Mais de 80% da cidade ficou alagada

12 de julho de 2005
O furacão Dennis deixou 45 mortos, 16 desaparecidos e 15 mil desabrigados no Haiti, onde chegou após matar oito pessoas no sudeste dos EUA — principalmente na Flórida. Em Cuba, Dennis deixou 16 mortos e danos materiais superiores a US$ 1,4 bilhão

17 de setembro de 2004
A tempestade tropical Jeanne causou a morte de 1.330 pessoas e deixou 1.056 desaparecidos no Haiti. Seis pessoas morreram na Flórida e 22 na República Dominicana. Mais de 250 mil ficaram desabrigados na região

10 de setembro de 2004
O furacão Iván deixo 82 mortos na passagem por Caribe, sul dos Estados Unidos e norte da Venezuela. A maior parte das vítimas era de Granada e da Jamaica

2 de novembro de 2001

O furacão Michelle arrasou Honduras, Nicarágua e Cuba. Ao todo, 732 mil pessoas ficaram desabrigadas, a maioria delas era de cubanos. Foram 25 mortos e 26 desaparecidos

26 de outubro de 1998
O furacão Mitch foi o pior do século. Deixou mais de 10 mil mortos, 12 mil desaparecidos, cerca de 3 milhões de desabrigados e grandes danos materiais na América Central. Honduras e Nicarágua foram os países mais afetados. Guatemala, El Salvador, Panamá, Costa Rica e Belize também sofreram prejuízos

21 de setembro de 1998
O furacão Georges causou a morte de mais de 350 pessoas na passagem pelo Haiti e pela República Dominicana — onde fez a maioria das vítimas —, Cuba, Porto Rico e sul da Flórida. Os danos foram avaliados em milhões de dólares e centenas de milhares de pessoas ficaram desabrigadas

9 de outubro de 1997
O furacão Pauline, em Acapulco e nos estados de Chiapas e Oaxaca (México), deixou um saldo de 210 mortos e 150 mil desabrigados

16 de setembro de 1993
O furacão Gert atingiu Honduras e Nicarágua, provocando 100 mortes e desalojando 200 mil pessoas. Na passagem pelo México, deixou 29 mortos, 125 desaparecidos e 50 mil desabrigados

10 de setembro de 1988
O furacão Gilbert atingiu o sudeste do México, Jamaica, Guatemala, Nicarágua, Texas (EUA) e Cuba, deixando 350 mortos e US$ 8 bilhões em perdas

Outubro 1988
O furacão Juana, na Nicarágua, causou 340 mortes e deixou meio milhão de desabrigados

Agosto 1980
O furacão Allen deixou cerca de 100 mortos e forçou a retirada de 200 mil pessoas

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade