Publicidade

Correio Braziliense

Paciente em coma é despertada para casar

 


postado em 10/09/2008 14:22 / atualizado em 10/09/2008 14:24

ROMA - Uma italiana, em coma induzido por uma doença incurável, foi despertada por alguns minutos para que pudesse cumprir seu último desejo, o de casar com o companheiro antes de morrer. Giovanna, 50 anos, que tem uma hepatite incurável e poucos dias de vida, havia solicitado em julho aos familiares e médicos que a despertassem para que pudesse casar, informa o jornal La Repubblica. Apesar das "dificuldades burocráticas", o casamento civil de Giovanna e Enzo, pais de dois filhos, foi celebrado no domingo passado em uma sala do hospital de Pádua (norte). Entre os poucos presentes estavam os dois filhos, duas testemunhas e um representante da prefeitura. Todos tiveram que usar assépticos e máscaras. Os médicos suspenderam a alimentação que permitia à paciente permanecer em coma artificial e, apesar do cansaço e das dores, a paciente, consciente, conseguiu pronunciar o "sim". Pouco depois entrou em coma de novo. "Não vai acordar mais. Sua vida consciente acabou com um momento de felicidade, uma alegria que nenhuma enfermidade, por mais cruel que seja, vai apagar", declarou um médico. "Finalmente cumpriu o último desejo. Era como um sonho, foi uma experiência nossa íntima", admitiu o marido.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade