Publicidade

Correio Braziliense

Operação contra máfia no sul da Itália

 


postado em 30/09/2008 07:54 / atualizado em 30/09/2008 07:55

ROMA - Vinte e seis membros do clã mafioso dos Casalesi, entre eles três suspeitos da matança de Castel Volturno, que em 18 de setembro deixou sete mortos, incluindo seis imigrantes africanos, foram detidos nesta terça-feira (30/09) em Nápoles, sul da Itália. O clã Casalesi é considerado o mais poderoso da máfia napolitana, conhecida como Camorra, segundo a prefeitura de Caserta. A polícia tem 107 ordens de prisão emitidas pela justiça de Nápoles. Os suspeitos são acusados de assassinato, associação mafiosa e extorsões, segundo o chefe de polícia Rodolfo Ruperti. Entre os detidos está Giuseppina Nappa (48 anos), esposa do chefe do clã Francesco "Sandokan" Schiavone, de 55 anos, preso desde 1998 e condenado a prisão perpétua.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade