Publicidade

Correio Braziliense

Quem é quem na crise colombiana

 


postado em 23/10/2008 07:56 / atualizado em 23/10/2008 07:58

Álvaro Uribe O presidente governou por seis anos sob o lema da segurança e do combate à guerrilha. Atingiu recordes de popularidade, na casa de 80%, e deixa em aberto a possibilidade de disputar o terceiro mandato em 2010, se a reforma for aprovada. Denuncia infiltração das Farc na recente onda de conflitos sociais e trabalhistas. General Óscar Naranjo Comandante da Polícia Nacional, responde em última instância pelos violentos e confrontos das últimas semanas entre tropas de choque e manifestantes indígenas. Tem repetido as acusações de Uribe sobre a presença de guerrilheiros nos sindicatos, universidades e movimentos sociais. Alexander López Senador do Pólo Democrático, núcleo da esquerda civil, foi acusado pelo governo de "financiar greves com dinheiro público" e colocado sob investigação. Dois assessores do congressista foram detidos durante a paralisação dos canavieiros. López denuncia uma "caça às bruxas" e planos de extermínio físico contra seu partido. Piedad Córdoba Senadora do Partido Liberal, também de oposição, foi objeto de acusações similares às feitas ao colega do Pólo Democrático. Tem histórico de resistência à política de segurança de Uribe e está sendo investigada por susposto envolvimento com as Farc.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade