Mundo

Filho de Bin Laden recorre da decisão sobre asilo na Espanha

;

postado em 06/11/2008 13:30
MADRI - Omar bin Laden, ilho do chefe da rede terrorista Al-Qaeda, Osama bin Laden, recorreu nesta quinta-feira (06/11) da decisão das autoridades espanholas de negar-lhe asilo político, declarou o ministro espanhol do Interior, Alfredo Pérez Rubalcaba. O ministro destacou que seu ministério continuará se opondo ao pedido, pois ele não preenche nenhum dos requisitos que a legislação espanhola, homologável nesta matéria à da União Européia, prevê para que possa ter o status de exilado político na Espanha. A Espanha recusou na quarta-feira dar asilo político a Omar Bin Laden, que reside no Egito, pois considera que sua segurança não está em risco no Oriente Médio, contrariamente ao que afirma. O ministério espanhol do Interior indicou nesta quarta-feira à AFP que a decisão está de acordo com a opinião da comissão do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR). Rubalcaba destacou que, se o ACNUR voltar a se pronunciar contra, o ministério do Interior espanhol o enviará para o Cairo de avião. "Mas se o ACNUR for favorável e o ministério não, cabe um recurso ante os tribunais ordinários espanhóis", explicou. Omar Bin Laden, que tem passaporte saudita, se define como filho "pacifista" de Osama bin Laden. Ele é o quarto filho do primeiro casamento do homem mais procurado do mundo.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação