Publicidade

Correio Braziliense

Tensão prossegue em Atenas e Salônica

 


postado em 14/12/2008 10:03 / atualizado em 14/12/2008 10:03

Depois de uma semana de manifestações e distúrbios pela morte do adolescente Alexis Grigoropulos, baleado por um policial, os confrontos entre jovens e a polícia voltaram a se repetir na noite de sábado (13/12) em Atenas e Salônica, onde persiste a tensão. Os enfrentamentos tiveram início durante a tarde, depois que jovens encapuzados lançaram coquetéis molotov contra uma delegacia do bairro de Exarchia, epicentro dos protestos e onde Alexis, 15 anos, morreu no dia 6 de dezembro. A polícia respondeu com gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes. Os distúrbios entraram pela madrugada perto de uma escola politécnica ocupada desde sábado passado. Os jovens voltaram a atirar coquetéis molotov, incendiaram lixeiras e levantaram pequenas barricadas, desarmadas rapidamente pela polícia. Agências bancárias e prédios do governo também foram alvos dos manifestantes. De acordo com a polícia, 86 pessoas foram detidas no sábado (14/12). Em Salônica, segunda maior cidade do país, jovens quebraram as janelas de um ginásio e se refugiaram em uma universidade. Na manhã deste domingo (15/12), a situação era de calma, mas os estudantes já anunciaram novas manifestações para segunda-feira (15/12) e um grande protesto para a próxima quinta-feira (18/12) de todos os setores da educação diante do Parlamento. Na sexta-feira (12/12), o primeiro-ministro grego, o conservador Costas Caramanlis, descartou a possibilidade de renunciar ou convocar eleições antecipadas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade