Publicidade

Correio Braziliense

Estudo revela que falta de sono eleva riscos de resfriado

 


postado em 13/01/2009 07:45 / atualizado em 13/01/2009 07:56

WASHINGTON - As pessoas que dormem menos de sete horas à noite têm um risco três vezes maior de contrair um resfriado que aquelas que repousam oito horas ou mais, informa um estudo da Universidade Carnegie Mellon de Pittsburgh, Pensilvânia. Cientistas da universidade estudaram os hábitos de sono de 153 pessoas durante duas semanas e depois administraram gotas nasais que incluíam o rinovírus, que provoca o resfriado. "Quanto menos dorme um indivíduo, mais possibilidades tem de desenvolver um resfriado", afirma o estudo, publicado nos Anais de Medicina Interna. As pessoas estudadas gozavam de boa saúde e tinham idade média de 37 anos. A possível explicação para o vínculo entre a falta de sono e os resfriados é que "as alterações do sono podem influenciar a regulação da citocinas pro-inflamatórias, histaminas e outros reguladores de sintomas que são liberados em resposta a uma infecção", afirmam os autores do estudo. A pesquisa foi coordenada por Sheldon Cohen entre os anos de 2000 e 2004.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade