Publicidade

Correio Braziliense

Brown se desculpa por gastos de legisladores britânicos

 


postado em 11/05/2009 13:39 / atualizado em 11/05/2009 13:40

LONDRES - O primeiro-ministro da Grã-Bretanha, Gordon Brown, e o líder do principal partido de oposição do país, David Cameron, pediram desculpas nesta segunda-feira (11/5) pelos excessos das despesas dos legisladores, prometendo revisar o sistema e reconquistar a confiança do público. As desculpas ocorreram após dias de revelações sobre despesas feitas por legisladores e ministros do governo, que usaram dinheiro público para pagar, por exemplo, por filmes pornográficos, esterco de cavalo e coroas de flores para soldados mortos. O próprio Brown ficou envergonhado com relatos de que pagou a seu irmão, Andrew, 6.500 libras (US$ 9.800) de dinheiro público por serviços de limpeza entre 2004 e 2006, antes de se tornar primeiro-ministro. De acordo com documentos publicados pelo jornal britânico "Daily Telegraph", vários legisladores aproveitaram-se de regras existentes para gastar milhares de libras para reformar suas casas. "Nós precisamos mostrar que, onde enganos foram cometidos e erros foram descobertos, as falhas têm de ser endireitadas e que isso seja feito imediatamente", disse Brown, durante uma conferência de enfermeiros em Harrogate, norte da Inglaterra. Os detalhes das despesas foram divulgados após uma campanha de quatro anos liderada por Heather Brooke, uma norte-americana defensora da liberdade de informação que vive em Londres. Seus pedidos para detalhamento das despesas foram bloqueadas pelas autoridades do Parlamento em 2005. Mas em 2008, ela conquistou uma decisão da Alta Corte que ordenava a publicação das informações. Brooke disse hoje que a divulgação de que os legisladores gastaram dinheiro público em consertos de piscinas, almofadas de seda e biscoitos, mostrou que sua campanha foi válida. A lista completa das despesas será divulgada em julho. O "Telegraph" não quis informar como obteve as cópias das despesas ou se pagou para consegui-las. O "Telegraph" publicou hoje os detalhes de despesas feitas por legisladores conservadores, dentre eles aliados do líder do partido, David Cameron, que, acredita-se, pode derrotar Brown numa eleição nacional que deve ser convocada até meados de 2010. O legislador conservador David Willetts gastou cerca de 100 libras (US$ 150) com a troca de 25 lâmpadas em sua casa, informou o jornal. O coordenador de eleição conservador Oliver Letwin gastou 2 mil libras com o conserto de um cano sob sua quadra de tênis. Michael Gove, o chefe de educação do partido, gastou milhares de libras mobiliando duas casas diferentes em pouco espaço de tempo, sob a regra que permite que legisladores declarem os custos de ter uma segunda casa nas proximidades do Parlamento. "É de responsabilidade daqueles que elegemos comportar-se de maneira apropriada. Não apenas legalmente, não apenas dentro das regras, mas nos padrões mais altos da ética", Cameron disse durante a conferência de enfermeiros, da qual participou depois de Brown. Autoridades parlamentares disseram que planejam permitir que auditores externos verifiquem as despesas no futuro. Tanto Brown quanto Cameron disseram que amplas reformas são necessárias.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade